Tamanho do texto

Organizadores afirmam que as árvores plantadas representarão cada pessoa que teve a vida prejudicada pela LGBTfobia

Como junho é o Mês do Orgulho LGBT, muitas atividades estão sendo desenvolvidas em São Paulo para discutir o tema. Um deles é o projeto "Em Memória", que terá o plantio de 100 mudas de árvores nativas brasileiras em homenagem às vítimas de LGBTfobia, no dia 11 de junho. A ação é realizada pela APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho LGBT) em parceria com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo e com a Ultrafarma.

Leia também: Programação do 21º Mês do Orgulho LGBT na cidade de São Paulo é divulgada

As árvores plantadas representarão vidas destruídas pela LGBTfobia
shutterstock
As árvores plantadas representarão vidas destruídas pela LGBTfobia

De acordo com informações do evento, o projeto “Em Memória” busca transformar um fato triste, como a violência contra pessoas LGBT , em esperança por meio da natureza. Eles escolheram árvores porque elas simbolizam a vida e poderão representar cada pessoa que teve sua vida prejudicada por ser LGBT. Segundo a organização, cada árvore plantada ficará como memória desta pessoa que não teve a chance de realizar seus sonhos.

Leia também: Parada SP 2017 terá Daniela Mercury, teatro, circo e muito mais

A árvore também foi escolhida por simbolizar a riqueza da flora do Brasil e lembrar que ainda há pobreza em questões sociais e de direitos humanos para o cidadão LGBT.

O ato terá apresentação de Stella Windson, participação musical da cantora Suellen Luz e da artista convidada Flavia Carvalhais. Além disso, também terá a presença de representantes do governo e parceiros da APOGLBTSP (Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo), a ONG responsável pela maior Parada LGBT do mundo.

Leia também: Parada SP é movimento contra o preconceito que celebra orgulho de ser LGBT

Programação do Mês do Orgulho LGBT

Além do plantio de árvores, outras atividades estão sendo planejadas durante o mês de junho. No dia 15, ocorre a 17ª Feira Cultural, que tem o objetivo de divulgar o trabalho de homens e mulheres gays, lésbicas e transexuais. Outros eventos que serão realizados são: a 17ª edição do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, a Festa do Orgulho LGBT de São Paulo e o 1º Jogos da Diversidade. O encerramento de todas as atividades será feito com a Parada SP, que acontecerá no dia 18 de junho. O tema deste ano é “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.