Tamanho do texto

Para comemorar o dia mundial do BDSM, 24/07, vamos falar de cinema e dos filmes que visitam o tema. Alguns rapidamente, outros mais a fundo - o certo é que todos passam bem longe da “água morna” de "50 Tons de Cinza"

Como toda conversa sobre o BDSM, vamos começar esclarecendo a sigla para quem ainda não se inteirou dela: Bondage, Disciplina, Sadomasoquismo. Detalhes sobre a prática você pode encontrar na coluna do meu colega Fausto Fardado

O BDSM já foi bem representado no cinema
Divulgação
O BDSM já foi bem representado no cinema

Nosso assunto de hoje são os filmes que tratam destas práticas e nada melhor que uma listinha deles. Algo cronológico, até porque o assunto não é novidade no cinema e vem sendo tratado com olhares bastante distintos com o decorrer das décadas. Criei uma lista com filmes que retratam tanto personagens femininos em relação ao BDSM e também personagens LGBTs .

Leia também: A música e o vigor de Almério e o momento especial da MPB

Vamos a eles:

1. A Bela da Tarde (1967)

Já nos anos 60 do século passado, a estonteante Catherine Deneuve protagoniza cenas tórridas nesta película onde uma esposa entediada e reprimida sexualmente parte para a ação num bordel durante suas tardes livres. O filme já começa com uma cena de bondage.

2. Não é o homoessexual que é perverso, mas a situação em que ele vive (1971)

Criado por Rosa von Praunheim, extremamente vanguardista o filme-manifesto se passa em Berlim nos anos 70 e tece críticas contundentes à comunidade gay da época, inclusive ao universo do BDSM.

3. Maitresse (1975)

Traz Gérard Depardieu como um jovem ladrão que invade a casa de uma dominatrix e claro, se apaixona por ela. Leva o fetiche a sério e traz uma cena de tortura genital que vai fazer muito marmanjo tremer na cadeira.

4. Cruising (1980)

Nesse thriller de 1980, Al Pacino é um policial que investiga um assassino que está matando a comunidade gay de New York nos anos pré-aids. Para encontrar o maníaco, ele se infiltra na cena noturna da cidade, e passa a presenciar relacionamentos que acontecem em torno de muito BDSM.

O drama policial é baseado no livro de Gerald Walker. Foi dirigido pelo mestre do horror, William Friedkin, que fez também 'O Exorcista'. Como uma espécie de derivação dele, filmado em 2013, Interior Leather Bar (2014) conta com a direção de James Franco e é uma tentativa do ator de contar a história de 40 minutos que foi "censurada" da versão original.

5. Body of Evidence (1993)

Protagonizado por Madonna, no papel de Rebecca Carlson, que passa boa parte do filme desfilando nua na frente das janelas abertas de sua casa flutuante e domina todos os homens com quem se relaciona. Numa das cenas faz uso de velas com o seu amante.

6. E o mihcê vestia branco/White Hustler (1996)

Na década de 90, o deus do porno-terrorismo queer Bruce LaBruce dirigiu 'White Hustler', estrelado por Tony Ward no auge de seu vigor físico e erótico - o então ex-namorado de Madonna que aparecia no vídeo de 'Justify My Love' - interpreta um garoto de programa. O filme passa pela vida de vários acompanhantes, incluindo a de um que atende clientes sadomasoquistas.

7. A professora de piano (2001)

 Isabelle Huppert faz uma professora de piano morando em Viena que nas horas vagas frequenta o mundo dos peep-shows e dos cinemas pornôs para fugir da convivência conturbada que tem com a mãe. Dividida entre seus desejos, inicia um relacionamento com um dos alunos conduzindo-o através de jogos perversos.

8. Secretária (2002) 

Um Mr. Gray que chegou antes ao cinema, e faria o de 50 Tons de Cinza parecer um garoto, é o protagonista deste filme. Ele é advogado e sua secretária, ao descobrir que ele é um dominador, deixa-se transformar em sua escrava. Se você é fã da série Blacklist vai ver um James Spader bastante diferente. O mesmo ator está em outro filme, CRASH – PRAZERES ESTRANHOS (1996), do diretor, David Cronenberg. Depois de um grave e trágico acidente, dois dos envolvidos acabam se tornando amantes e passam a praticar sexo perto  de carros e acidentes, formando um grupo de adeptos a esta prática.

9. Shortbus (2003)

Imagine um club underground onde pessoas socialmente desajustadas se encontram: uma terapeuta de casais que nunca teve um orgasmo, uma dominatrix que não se abre a ninguém, um casal gay que começa a ter questões sobre sua potencialidade enquanto casal. Feito com questionamentos trazidos pelo próprio elenco, esse é o enredo de 'Shortbus' de John Cameron Mitchell, longa querido pelos cults até hoje.

10. Um método perigoso (2012)

Do mesmo diretor, David Cronenberg, conta a história do triângulo amoroso entre os pais da psicanálise, Freud (Viggo Mortensen) e Jung (Michael Fassbender) e Sabrina Spielrain, Keira Knightley, inicialmente paciente e que vem a se tornar psicanalista. A relação deles é repleta de desejos pervertidos.

11. Ninfomaníaca 1 a 2 (2013)

Dirigido por Lars von Tier, cujo nome já é bastante esclarecedor. O filme acompanha a vida sexual de sua protagonista, Leo, da juventude, vivida pela atriz Stacy Martin, até a fase adulta, por Charlote Gainsburg, e suas várias fases, desde a libertinagem de adolescente até suas práticas de BDSM na idade adulta, que trazem certo consolo à sua conturbada história.

 Se quiser me ajudar com outros títulos ou mandar sugestões, estou no vicente@vicentenegrao.com. E para saber mais sobre cultura, me acompanhe aqui no iGay na coluna Arco

*colaborou com a coluna sobre BDSM no cinema Alisson Prando, do blog Discopunisher

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.