Tamanho do texto

Depois de polêmica com o youtuber Felipe Neto, prefeito do Rio é alvo de ação popular. Ainda teve Globo censurando beijo lésbico e Record fingindo que nada aconteceu

O tiro saiu mesmo pela culatra, senhor Marcelo Crivella. A mídia espontânea causada pela censura LGBTQI+ do prefeito do Rio só fez com que o interesse pela HQ Vingadores: A cruzada das crianças aumentasse. De presente pela decisão, uma ação popular entrou com um processo na Justiça pedindo R$ 500 mil por danos morais.

Leia também: Imprensa mundial trata Felipe Neto como o novo herói dos gays (e com razão)

 O documento - assinado por representantes de ONGs pela diversidade do Rio, além de representantes dos partidos PSOL, PT, PDT, PSB, REDE, PV e Cidadania - afirma que Crivella violou os direitos e a cidadania da comunidade LGBTQI+ ao associar um beijo gay à pornografia e ainda promover um discurso de ódio, ao ordenar lacrar as obras de conteúdo LGBT em plástico preto, como se fosse algo impróprio e proibido.

marcelo crivella arrow-options
PinkNews/Reprodução
Prefeito Marcelo Crivella quis esconder a HQ Avengers e virou mico internacional

Em entrevista ao jornal Extra, o líder do PSOL carioca, Márcio Anastácio disse que a ação é "uma resposta ao prefeito, que nos difamou e humilhou publicamente dizendo que a nossa arte e a nossa literatura são impróprias para o consumo da sociedade”. Caso a ação seja vitoriosa, o dinheiro da indenização será usado para a promoção de políticas públicas LGBT.

Quem também está doida para levar um processo é a deputada federal bolsonarista Carla Zabelli (PSL). No início desta semana, em postagem em suas redes sociais, ela chamou de "lixo" o youtuber Felipe Neto - que fez campanha contra a censura de Crivella e distribuiu gratuitamente mais de 14 mil livros de temática LGBT na Bienal -, além associar a presença de gays na literatura ao crescimento de casos de HIV no Brasil. 

Em suas redes, Felipe Neto pediu a ajuda do Ministério Público, afirmando que a parlamentar cometeu um ato LGBTfóbico , considerado crime no Brasil desde junho passado. Só lembrando que a amiga do Bolsonaro virou destaque recentemente na mídia ao ser acusada de nepotismo cruzado e de favorecer o ingresso de seu filho na escola militar, sem ao menos ele prestar concurso para a instituição. E a podridão é dos gays, não é?

Emissora close errado

É tanto close errado nesse país Brasil a respeito deste caso que não dá nem para comentar toda notícia que sai. Mas por falar em notícia, engraçado foi o departamento de jornalismo da Globo criticando a censura de Crivella em relação ao beijo gay na HQ, enquanto a própria direção de dramaturgia da emissora optou por cortar a cena de beijo do casal lésbico Camila e Valéria, na novela Órfãos da Terra.

órfãos da terra arrow-options
Globo/Reprodução
Beijo entre casal lésbico foi cortado pela direção da Globo


Thelma Guedes, ativista e uma das autoras do folhetim, disse que não foi consultada pela cúpula da Globo a respeito do corte e que até tentou reverter a situação. Mas a cena, que já havia sido gravada, nunca foi ao ar. Vale ganhar audiência falando da censura alheia, mas não usa óleo de  peroba para limpar a cara de pau depois de cortar uma cena de um simples gesto de amor entre duas mulheres, não é dona Plim-Plim?

Só para lembrar que, pelo que acompanhei nos telejornais, a Rede Record - o canal das telenovelas bíblicas - ignorou totalmente o escândalo de Crivella e noticiou a Bienal do Rio sem dar uma linha sobre as polêmicas de censura.

Esgotado

Só para encerrar o assunto (por enquanto): quem ficou curioso pela HQ da Marvel Vingadores: a cruzada das crianças, que em 2010 mostrou o beijo entre os personagens gays Wiccano e Hulkling, mas ganhou os holofotes novamente graças a Marcelo Crivella, vai ter um trabalhinho pela frente.

Nos maiores sites de compras do Brasil, pelo que conferi, a revista está custando mais de R$ 250. Em sites de livrarias (Saraiva e Cultura), a HQ já nem aparece no catálogo. Na Amazon, campeã em vendas online de livros, também já está esgotado.

marcus majela arrow-options
Portal IG
Majella diz que beijo gay não será censurado no cinema


Vai ter beijo gay, sim

Pegando carona na discussão, o humorista Marcus Majella aproveitou o bonde para promover o longa Vai que cola 2, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (12/09). “Graças a Deus a gente pode ter esse beijo gay para mostrar para vocês. Aqui ninguém censura, não. Vai ter beijo, sim! E um beijo lindo e maravilhoso que todo mundo pode assistir, não tem essa de censura aqui não”, comentou o ator.

Parada em Pernambuco

Meu querido Recife vai ser palco da 18ª edição da Parada da Diversidade de Pernambuco , neste domingo (15/09), com um público esperado de mais de meio milhão de pessoas. A meninas da banda Amigas do Brega - que sempre foram verdadeiras militantes da causa LGBT no estado - fazem o show de abertura, a partir das 11h, no palco montado no Parque Dona Lindu - com hits das divas do pop (ícones gays) e do brega, ritmo local.

Mas desde as 9h, o palco deve receber drag queens e outros artistas locais, além de representantes de ONGs que vão lembrar as décadas de luta pelos direitos LGBTs no estado.  A partir do meio-dia, os mais de 10 trios começam o trajeto pela Avenida Boa Viagem, na beira-mar da capital, com destaque para o carro do Club Metrópole, uma das mais antigas boates LGBT em atividade no Nordeste.

grupo de brega arrow-options
Amigas do Brega/Divulgação
Militantes, as Amigas do Brega abrem a Parada da Diversidade de Pernambuco, neste domingo