Tamanho do texto

Por ainda ter nome feminino nos documentos, Frank Teixeira poderá ter licença maternidade. Dificuldade de acesso a hormônios ajudou na gravidez

Engraçado que na semana passada eu havia publicado uma coluna sobre o  premiado documentário britânico Seahorse - sobre a gravidez de um homem trans - e eis que na semana passada a história que estoura nas redes sociais do Brasil é a de Taris de Souza e Frank Teixeira, ele homem trans que vai dar à luz a primeira filha.

Olha que coisa louca e como a burocracia do Brasil às vezes atrapalha, mas também ajuda: Antonella, que deve nascer de cesariana na segunda quinzena de setembro, terá o nome de duas mulheres como genitores na Certidão de Nascimento, já que Frank, de 27 anos, pai trans , ainda não conseguiu mudar seus documentos para o gênero masculino.

frank teixeira arrow-options
Reprodução/ Facebook
Frank, pai trans, e Taris, sua esposa, vão amamentar juntos.


Apesar disso, por ainda ter toda documentação com o nome feminino, Frank conseguirá tirar licença maternidade normalmente. "Mas eu sou o pai", enfatizou em entrevista à uma rede de TV de Itapira (SP). Auxiliar de produção, Frank celebrou no último domingo o seu primeiro Dia dos Pais. Para o senhor Jair, família não é apenas "homem e mulher"? Temos Frank, Taris e Antonella agora como lindo exemplo.

Antonella chegará como resultado de uma verdadeira prova de amor de Frank por Taris. O casal tinha o sonho de ter uma criança, mas a fila de adoção para um bebê, segundo eles, demoraria muitos anos. Eles também tiveram medo de que, um dia, a criança quisesse ir atrás de seus pais biológicos. Foi então que eles optaram pela inseminação artificial . Ao todo, 11 tentativas frustradas de Taris.

Frank já estava em tratamento de transição de gênero há quase quatro anos, mas por causa dos altos custos dos hormônios, havia parado de tomar as medicações seis meses antes de engravidar. E justamente essas dificuldades de acesso à comunidade trans a tratamentos foi que gerou uma nova vida. Em segredo, Frank decidiu arriscar a inseminação pelo método caseiro. E deu certo logo de primeira, para alegria dos pais, que vão juntos amamentar a bebê.

Frank e Taris afirmam que o nome Antonella representa força e que eles sabem que a garota vai precisar de muita para enfrentar todos os preconceitos que a sociedade vai jogar em cima dela. "Mas o importante é que ela sempre saberá que foi resultado de muito amor. Família é onde existe amor", destacam.

BLÁ BLÁ BLÁ DE JAIR

O querido Jair Bolsonaro não pode ficar de fora de nenhuma edição da coluna. Mesmo insistindo que não existe discriminação no seu governo, durante a Marcha para Jesus em Brasília (no último sábado), ele voltou a berrar: "Família é homem e mulher. (...) Não existe essa coisa de ideologia de gênero. Isso é coisa do capeta. O Governo não vai aceitar isso no ensino", gritou o presidente, voltando a jogar palavras da Bíblia no jogo de alienação. E a gente segue aqui na esperança por mais políticas públicas...

damares alves arrow-options
Psicólogos em Ação/Divulgação
Fofinha, Damares posa com defensores da "cura gay" e "ex-homossexuais"


DAMARES E SEUS AMIGUINHOS

E o momento fofo da semana passada foi quando a querida ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se reuniu com o grupo Psicólogos em Ação - chapa que concorre à eleição para o Conselho Federal de Psicologia e defende a "cura gay". Junto com eles, estava o Movimento Ex-Gays do Brasil, grupo de pessoas que se dizem "curados" de sua homossexualidade e da "ideologia de gênero".

É muita gente bacana numa foto só... Alguém fique de olhos abertos nessa galera! Lembram que ninguém dava crédito aos absurdos que Bolsonaro falava e vejam só onde o Brasil está hoje... Se essa chapa levar essa eleição, no fim de agosto, a gente ainda vai ter muito mais para brigar.

PASTOR HOMOFÓBICO VAI DAR DINHEIRO À ONG LGBT

A confusão entre o pastor e deputado Sargento Isidório e a cantora Daniela Mercury chegou ao fim, com uma vitória para os LGBTs . Para quem não se lembra, depois de Daniela protestar contra a censura de um espetáculo com travestis no Festival de Inverno de Garanhuns (PE), o religioso gravou um vídeo chamando a artista de "escrava de satanás" e usando termos chulos para se referir à união homoafetiva.

Em acordo firmado, o parlamentar terá que reconhecer o erro publicamente, retirar o vídeo de todas as redes sociais e publicar um pedido de desculpas à cantora. Além disso, ele vai ter que doar 25% de seu salário de deputado durante cinco meses para o Instituto Nice de Apoio a Mulheres Travestis e Transexuais e o Hospital Martagão Gesteira (que trata de crianças com câncer), instituições escolhidas por Daniela, que comemorou o desfecho.

PASTOR HOMOFÓBICO (2) VAIADO POR CRIANÇAS

O portal Quebrando o Tabú postou em seu Twitter um vídeo bem bacana mostrando outro pastor homofóbico se dando mal. Nele, o religioso invade um evento de contação de histórias infantis com uma drag queen nos Estados Unidos. Sem noção, ele começa a gritar "Crianças, transgêneros não existem!". O ato de ódio e ignorância foi repudiado pelas próprias crianças e pais, que o vaiaram antes dele ser retirado do ambiente. Assista:

 ESTUDANTE TRANS EXPULSO DE UNIVERSIDADE

Ambientes que deveriam trabalhar com a inclusão, cada vez segregam mais a sociedade. A bola fora da vez foi uma universidade no Sul dos Estados Unidos, que resolveu expulsar um estudante trans, Yanna Awtrey, após ele fazer sua transição de gênero por meio de uma mastectomia. Confira o comunicado perconceituoso da instituição, que usou Deus como desculpa:

“A Universidade acredita que Deus criou a humanidade em dois gêneros diferentes e complementares: homem e mulher. Nós sabemos que a humanidade caiu em pecado e trouxe quebras à criação de Deus, incluindo no campo da sexualidade humana”. Yanna, que morava de favor na casa de amigos, decidiu mudar de estado para continuar seus estudos. 

BANHEIRO PARA TRANS

Depois de quatro anos de lutas na Justiça dos EUA, uma escola no estado da Virgínia (EUA) foi condenada depois de proibir por diversas vezes que o estudante trans Gavin Grimm utilizasse o banheiro masculino. Segundo o rapaz, além da humilhação dos colegas, ele ainda era comparado com um cachorro por alguns funcionários da instituição. No Brasil, um processo sobre o acesso ao banheiro por pessoas trans está parado no STFdesde 2015.

candidato a presidente da argentina arrow-options
Instagram/Reprodução
Candidato Alberto Fernández diz ter muito orgulho do filho


FILHO DRAG DE CANDIDATO À PRESIDÊNCIA ROUBA A CENA

A drag queen argentina Dyhzy tem dado o que falar nas últimas semanas no país. Pelo simples fato de Estanislao Fernández - persona por baixo da peruca e da maquiagem - ser filho de um dos principais candidatos à presidência da Argentina, Alberto Fernández . O rapaz tem 24 anos e se declara um homem gay, mas namora há três anos com uma garota. "A sexualidade é fluida e minha relação é uma escolha".

Em entrevista recente, o pai declarou não ter medo que a atividade do filho atrapalhe sua imagem política: "Tenho orgulho do meu filho. Como não vou ter? Ele é militante dos direitos dessa comunidade. Ficaria preocupado se meu filho fosse um delinquente”.

PREP SERÁ TESTADO EM JOVENS LGBTS

Nova pesquisa do Ministério da Saúde e da Unaids (da OMS) vai acompanhar cerca de 700 jovens entre 15 e 19 anos para conferir o uso e eficácia da Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) como método preventivo ao vírus. Os participantes vão ser recrutados até o fim deste ano, sendo priorizados aqueles que mantêm relações sexuais com homens, gays e  trans.

De acordo com os organizadores da pesquisa, o público-alvo não frequenta os serviços de saúde por não se sentirem bem acolhidos e, geralmente, perderam os laços familiares por conta da orientação sexual, o que potencializaria os riscos de infecção. Atualmente, o PrEP está disponível no Brasil em 109 serviços de 83 municípios, em 22 estados e no Distrito Federal, segundo o Ministério da Saúde.

NÚMEROS ALARMANTES DE HIV E SÍFILIS NO TOCANTINS

A Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins alerta que o estado está enfrentando uma "epidemia" de sífilis. A porcentagem de pessoas com a doença em Palmas, por exemplo, é duas vezes maior que a média nacional. Em se tratando de HIV/Aids, cerca de 3 mil casos já foram confirmados este ano.

miley cirus arrow-options
Instagram/Reprodução
Miley tem sido vista com estrela de seriado


MILEY, A DIVA PAN

Depois do recente divórcio com o ator Liam Hemsworth - com quem estava casada há menos de um ano -, Miley Cyrus fou flagrada aos beijos com a estrela de The Hills, Kaitlynn Carter. Mesmo recebendo apoio de parte dos fãs e de colegas, como a cantora Halsey, Miley foi bombardeada em suas redes sociais por trolls que associavam o fim de sua relação com sua sexualidade.

No entanto, a cantora sempre afirmou que estar casada com um homem não mudava nada sobre sua sexualidade ou identidade de gênero. Ela se identifica como pansexual e não-binária e sempre fez questão de lembrar que tem orgulho de fazer parte da comunidade LGBTQI+.

BIENAL DE OLHO NOS TRANS

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro começa no dia 30 de agosto e este ano vai ter uma mesa especial sobre Literatura Trans, que vai contar com os escritores Thammy Miranda, Tarso Brant, Natália Travassos, Amora Moira, Nana Queiroz e Luisa Marilac. A funkeira Mulher Pepita também vai lançar um livro durante a feira.

Outro fato bacana é que o escritor carioca Michel Uchiha - que vai lançar uma antologia de contos sobre discriminação e preconceito no evento - organizou uma vaquinha virtual para financiar os ingressos para a feira de LGBTs em situação de vulnerabilidade acolhidos por ONGs da capital carioca. Para ajudar na campanha clique aqui .