Tamanho do texto

Pequena ilha é um dos destinos LGBTs mais populares do Oriente e sedia a maior Parada da Diversidade do continente

Apesar de morar na Tailândia há um certo tempo,  Taiwan  sempre foi meu país favorito na Ásia. Desde que pisei na capital  Taipei  pela primeira vez, há três anos, senti uma energia diferente. A cidade é palco da maior  Parada  do  Orgulho LGBT  do continente. Para nós que vivemos no  Oriente , não seria de se estranhar que a nação seria a primeira na Ásia a aprovar a lei que autoriza o  casamento homoafetivo .

Leia também: Casal gay na corrida da Casa Branca

A data não poderia ter sido melhor: 17 de maio, Dia Internacional Contra a LGBTfobia. Uma multidão de mais de 35 mil pessoas chorava abraçada a bandeiras do movimento em frente ao Parlamento, em Taipei, quando o resultado da  votação  (66 votos a favor e 27 contra) foi anunciado. 

ativista LGBT balança bandeira do arco-íris em parada gay
JumpWill/Flickr
Na última década, Taiwan se tornou um dos países mais progressistas do Oriente

A partir do dia 24 de maio,  casais homossexuais  de Taiwan poderão registrar sua união, com quase todos os direitos associados a um  casamento , que incluem questões como impostos, seguro e guarda de crianças. No entanto, não foi incluída a equiparação completa dos direitos de adoção. Mas já é uma grande vitória, que deve servir de exemplo para países asiáticos, como a Tailândia, onde a discussão vem ganhando força.

Ao contrário de um certo líder de Estado sulamericano, que barra investimentos na  educação  e é contra os direitos humanos, a  presidente  de Taiwan, Tsai Ing-wen elogiou o resultado: ""Hoje é um dia de orgulho para Taiwan. Nós demonstramos ao mundo os valores de gentileza e inclusão para essa terra".

A plataforma política dela nas eleições presidenciais de 2016 incluía a promessa de igualdade matrimonial.  Progressista , ela deve sofrer retaliação da ala opressora nas eleições de 2020. "Por meio da  legalização , garantimos que o amor de todos é igual e todos são tratados igualmente", disse Tsai a repórteres.

Leia também: Combate à LGBTfobia com um líder homofóbico

Joia colorida na Ásia

Na última década, Taiwan se tornou um dos países mais progressistas do Oriente no quesito de  direitos  LGBTI+. Mas a ilha - separada da  China  desde 1949 - tem uma parcela da sociedade extremamente conservadora, com grupos de pressão religiosos muito poderosos. Isso não a impede de ser destino certo para milhares de  turistas  em outubro, quando sedia a maior  Parada da Diversidade  da Ásia.

Competindo com destinos asiáticos mais tradicionais, como Japão, Tailândia, China e Coreia do Sul, garanto que Taiwan provavelmente nunca passou pela sua cabeça, se você pensou em planejar uma viagem ao Oriente. Mas não se engane, pois pode ser uma das viagens mais bacanas que você pode fazer na vida (foi o que aconteceu comigo).

colunista Diogo carvalho com brasileiros na parada gay de taiwan
Diogo Carvalho
Em 2016, fui conferir a maior Parada da Diversidade da Ásia, em Taipei, e encontrei vários estudantes brasileiros intercambistas

Eu costumo dizer que Taiwan herdou tudo de bom que tem na China. A arquitetura e alguns costumes estão todos lá, bem cuidados e com ares de  modernidade , constratando com prédios históricos. Fora o povo, pura simpatia. Acabei me sentindo na Tailândia em alguns pontos. A gastronomia, então, nem se fala: eu me acabava nos  dumplings  (baratíssimos) diariamente.

Mas a ilha também é famosa principalmente pelos  homens . Se você tem preconceito com asiáticos, vai esquecer disso quando chegar em Taipei. Eles são charmosos, sexies com um ar de timidez e EXTREMAMENTE  educados . LGBTs asiáticos brincam que o marido dos sonhos seria um taiwanês (e eles não estão mentindo).

Onde ficar

Se for visitá-la, se hospede próximo ao  Red House , conhecido como o distrito colorido da capital taiwanesa, com mais de 25 estabelecimentos voltados ao público LGBT. É por lá que ocorrem as principais festas durante a semana da Parada da Diversidade, em outubro, e nos circuit festivals. Nesse bairro você vai descobrir porque Taipei é chamada de "a São Francisco do Oriente".

Há três anos, fiquei hospedado no distrito de  Ximen  com um amigo, no I Play Inn Hostel, um dos melhores albergues que já fiquei em meus mais de 15 anos de  mochileiro . Fica a pouco minutos andando de mercados noturnos, shopping malls, duas estações de  metrô  (a melhor maneira de se locomover pela cidade) e, claro, do distrito Red House.

imagem aérea do Red House district, em Taipei
Iowasnake/Flick
Prefira se hospedar perto do Red House, principal distrito LGBT da capital taiwanesa

Esqueça o pânico que sentimos no Brasil ao sair para uma  balada  à noite. Aqui na Ásia, você pode andar tranquilamente de madrugada (mesmo sozinho), fazendo um circuitão de bar em bar. Além do Red House e Ximen, ainda há casas de entretimento LGBT nas regiões de Zhongshan Dunhua e na Taipei City Hall.

Se você não tiver muitas noites, prefira focar no Red House. Os bares vão  clubes  de karaokê aos sadomasoquistas, boa parte deles com  varandas , onde você pode dar uma paquerada ou xeretar os aplicativos de relacionamento antes de seguir para alguma  boate . Pegue uma mesa no terraço e repare porque falo tanto nos boys taiwaneses.

Farra

As filas das casas noturnas de Taipei são GIGANTESCAS. numa noite, passamos mais de duas horas em uma. Deu tempo de comprar bebida na loja de conveniência e detonar uma garrafa de whisky enquanto esperávamos. Por isso, se atente aos ingressos antecipados na internet, principalmente se viajar na época da Taipei Pride.

Aos sábados, a Jump é a boate mais disputada da cidade - abraçando selos de festas famosos na Ásia, como Woof e Follow Me. Lá, toca-se principalmente o que os  gays  gostam de ouvir mundialmente: house, tribal e eletro. Se você preferir um pop mais anos 70 e 80, corra para a Funky, uma das casas mais antigas da cidade. Já a Luxy é a  boate  mais cara e, geralmente, recebe  DJs  e atrações internacionais.

terraços de bares no distrito gay de taipei
Minchelle/Flickr
Maioria dos bares conta com terraço ou varanda: ajuda na paquera

Se você não é muito de clubs e prefere ficar nos bares, o Mudan oferece um dos maiores terraços da vila gay. Já o Shibuya é procurado pela galera mais novinha. O Matt Bar geralmente é destino dos que curtem karaokê, enquanto o Commander é para quem vai atrás de um clima sadomasô. Gosta de ursos? Corra para o Goldfish, Junkies ou Bears  Bar .

As meninas também têm bares destinados a elas, alguns próximos ao Taipei City Hall, como o Empress. Boa parte das casas de Taipei abrem por volta das 17h. Os que têm música, abrem por volta das 21h. Quer garantia de um Red House lotado? Apareça por lá de quinta a domingo, por volta das 22h. Praticamente todos os funcionários falam um bom inglês e é sempre bom deixar uma gorjeta com quem te atender.

Taipei também tem algumas das maiores  saunas  da Ásia. Não é muito minha praia, mas amigos me contaram que a Aniki é a mais concorrida delas, com dark room grande e festas temáticas para mais de 500 convidados. Tem ainda a Office - para gays mais velhos e ursos - e a Rainbow, popular entre os novinhos. Para os que querem "paquerar" a céu aberto, uma galera LGBT se reúne no New Park à noite.

 Durante o dia

É claro que nem só de festas vive a capital de Taiwan. Eu passei sete dias lá e não consegui conhecer tudo que eu queria. Então, para facilitar seu deslocamento nessa metrópole, procure ficar hospedado perto de uma estração de metrô. O  transporte  é barato e te leva a praticamente todos os pontos turísticos.

CKS Memorial Hall, em Taipei
Diogo Carvalho
Praça no centro da cidade conta com memorial em homenagem ao presidente mais popular do país

Para conhecer um pouco mais da história do país e como ele ficou independente da China, uma boa pedida é passar no  National Museum , que guarda a maior coleção de relíquias chinesas preservadas. Existem mais peças nesse museu do que nos da própria China, acredite ou não! Fora que só o prédio já é incrível.

Outra parada obrigatória é a praça do  CKS Memorial Hall , uma homenagem a um dos presidentes mais queridos da nação, Chiang Kai Shek. É bem no centro da cidade e vale muitas fotos. Por ali também é possível conferir alguns dos vários  mercados noturnos  e, se tiver coragem, provar o famoso "ovo fedido". O cheiro é realmente de podre, mas os cidadãos locais fazem fila para comer.

A taxa de alfabetização de Taiwan beira os 99% e seus métodos de ensino são referência em todo o mundo. Não é difícil ver grupos de estudantes fazendo pesquisas e estudando história em algum das dezenas de templos espalhados pela cidade. O antigo  templo  de Longshan é um dos mais bacanas.

Vista do Taipei 101, a partir da Montanha Elefante
Diogo Carvalho/arquivo pessoal
Da Montanha do Elefante, dá para se ter a melhor vista do terceiro edifício mais alto do mundo, o Taipei 101

Pouca gente sabe, mas Taipei conta com o terceiro maior edifício do mundo. Com seus 508 metros e 101 andares, o  Taipei 101  foi o campeão entre 2004 e 2010, quando foi superado pelo Burj Khalifa (828m), em Dubai. No entanto, ao contrário do arranha-céu árabe, ele conta com uma tecnologia contra terremotos (muitos constantes na ilha de Taiwan).

No seu centro, o prédio conta com um pêndulo metálico de 660 toneladas, que mantém sua estabilidade. Comprando a entrada para o observatório no topo, é possível ver o mecanismo. Mas a melhor maneira (e mais barata) de conferir toda grandiosidade do 101 é é fazer a trilha da  Montanha do Elefante  e vê-lo de longe, a pouco mais de 1km de distância

Mas se você é daqueles que gosta de relaxar, Taipei é um dos lugares com o maior número de  fontes termais  no mundo. Seguindo para o distrito de Beitou, no norte da cidade, você pode curtir o parque das Hot Springs e tomar banho ou apenas molhar os pés nas águas quentes medicinais.

Leia também: Diego Hypolito saiu do armário. Eu já sabia?

Templo Longshan
Diogo Carvalho/arquivo pessoal
Templo Longshan é um dos mais visitados na cidade


Fora de Taiwan

Se você ainda tiver um tempinho extra, reserve uns dias para conhecer a segunda maior cidade de Taiwan,  Kaohsiung , no extremo sul da ilha. A maneira mais fácil é ir de trem, numa viagem que dura 2h30. Lá, você vai encontrar diversos templos ao redor do Lago Lotus, inclusive as pagodas do  Tigre e o Dragão , inspiradas na mesma lenda que deu origem ao famoso filme.

A cerca de 1 hora de ônibus do centro da cidade, está um dos maiores e mais importantes monastérios budistas da Ásia, o  Fo Guang Shan . Lá, é possível imergir na rotina dos  monges , conversando e se alimentando com eles. Fora a oportunidade de deixar seu queixo cair com as gigantescas pagodas e imagens no Memorial do  Buda .

Só a estátua, toda em bronze, em cima do pavilhão central mede 50 metros (o Cristo Redentor tem 38m). Lá dentro, uma das relíquias mais importantes, o dente do Buda Sakyamuni, criador da  religião . A ideia do lugar é justamente promover o budismo através de atividades culturais. Imperdível!

Imagens gigantes de Buda em monastério de taiwan
Diogo Carvalho
KaohShiung tem o mais importante monastério e museu budista de Taiwan

Saindo de Kaohsiung e seguindo de trem para o nordeste da ilha, você chega no  Taroko  National Park, o maior parque ecológico de Taiwan. São mais de 920 quilômetros quadrados de área verde, trilhas e desfiladeiros, perfeitos para os aventureiros. Existem mais de 40 trilhas disponíveis, de todos os níveis de dificuldade. Para visitar o  parque , você deve procurar hospedagem na cidade vizinha, Hualien.

Na hora de voltar para casa, chegue um pouco antes no  aeroporto  de Taipei e surpreenda-se: ele é o único com um terminal totalmente dedicado a  Hello Kitty , todo em rosa e com portões de embarque decorados com elementos da gatinha. Vale pelo menos para uma foto!

portão de embarque da hello kitty no aeroporto de Taipei
Diogo Carvalho
Aeroporto de Taipei conta com terminal totalmente dedicado a Hello Kitty

Indo para Taiwan

Brasileiros precisam de visto para ir a Taiwan. As informações estão disponíveis no site do Escritório Cultural de Taipei: https://www.roc-taiwan.org/ brsao_pt/cat/15.html

Tem curiosidade sobre algum destino LGBT? Mande sua sugestão para o e-mail lgbtudoig@gmail.com ou siga a gente no Facebook: https://web.facebook.com/ lgbtudo/

templos do tigre e o dragão, em taiwan
Diogo Carvalho
Templos da lenda do Tigre e o Dragão ficam localizados no Lago de Lotus, ao sul de Taiwan
desfiladeiro no taroko national park, em taiwan
Diogo Carvalho
Taroko é o maior parque natural do país e um paraíso para os aventureiros
pratos com noodles e dim sums, em Taipei
Diogo Carvalho
Gastronomia de Taiwan preserva o que há de melhor na tradicional cozinha chinesa
colunista Diogo Carvalho com bandeiras de Taiwan
Diogo Carvalho
Colunista visitou Taiwan durante a Pride Week, em 2016