Tamanho do texto

Nova York vai sediar o evento mundial este ano no final do mês de junho, em homenagem aos 50 anos da rebelião de Stonewall

É complicado dizer quando, de fato, começou a luta da comunidade LGBTI+ pelos seus direitos. Mas, pelo menos na história moderna das paradas da diversidade, podemos apontar os eventos que ocorreram na madrugada de 28 de junho de 1969, no Stonewall Inn - um bar em Nova York -, como o início das rebeliões dos movimentos gays nos Estados Unidos e no mundo.

Leia também: Mercado de trabalho ainda fechado para LGBTs

Ativistas LGBT desfilam em rua de Nova York com cartazes
Greenelent/Flickr
A Big Apple vai contar com programação de shows e desfiles de 1º a 30 de junho

Para resumo de obra, na data em questão, policiais invadiram o estabelecimento para inibir a diversão dos frequentadores do até então único bar gay aberto na Big Apple. O problema é que a própria Justiça já havia decidido, sete anos, que a prática amorosa entre pessoas do mesmo sexo não era considerada um crime. A comunidade LGBT , então, se rebelou contra seus opressores.

O movimento Gay Rights foi ganhando força nos anos seguintes em diversas cidades dos Estados Unidos. Em São Francisco (Califórnia), um ano depois, uma marcha foi realizada e, em 1978, a bandeira do Arco-Íris - identificada como símbolo da comunidade LGBT - foi criada por Gilbert Baker para a "Parada do Orgulho" de São Francisco.

Os 50 anos da rebelião de Stonewall serão lembrados como tema em quase todos os grandes desfiles deste ano, cuja maior concentração acontece em junho, "mês do orgulho LGBT ", o chamado "Pride Month". Para celebrar a data, nada mais justo que a Parada do Orgulho Mundial (World Pride) seja realizada em Nova York este ano. A Big Apple sempre disputa com São Paulo e Madri (Espanha) o título de maior parada do planeta.

Querendo abraçar todos os desfiles ao redor do mundo, o tema de Nova York deste ano será "Milhões de momentos de orgulho", representando os milhões de manifestantes pelo globo. Os eventos na Big Apple vão começar já no dia 1º de junho e seguem até o dia 30, com o grande desfile no coração de Manhattan, com mais de 100 carros alegóricos, a partir do meio-dia.

A World Pride será encerrada com um mega-show na Times Square, com apresentação da cantora premiada com o Grammy Etheridge. Antes, a popular Pride Island (28 e 29 de junho), deve levar artistas de renome ao bairro de Hell's Kitchen. As atrações ainda são um mistério, mas em anos anteriores já rolou shows de Ariana Grande, Kylie Minogue e Cher.

O LGBTudo vai estar em Nova York no fim de junho, conferindo toda essa programação de perto. E a gente também preparou um roteiro com os maiores desfiles do Brasil e do mundo. Se você é brasileiro de verdade (e deixa tudo para a última hora), ainda dá para juntar uma grana e se programar.

Já estive em desfiles em Toronto, Los Angeles, Madri, Tel Aviv, Taipei... Cada um com estilos e emoções diferentes! Lembrando que boa parte delas tem uma programação de vários dias, com mostras de filmes, debates e pequenas festas, até culminar no grande desfile de encerramento. Escolha um (ou mais) e se jogue com orgulho!

ASSISTA AO VÍDEO OFICIAL DA PARADA DO ORGULHO LGBT DE NOVA YORK

Calendário das paradas do Orgulho LGBT internacionais

  • MAIO

18/05 - Bruxelas (Bélgica)

  • JUNHO

01/06 - Lille (França)

02/06 - Dallas (EUA)

08/06 - Roma (Itália), Atenas (Grécia) e Nova Orleans (EUA)

09/06 - Los Angeles (EUA), Washington DC (EUA) e Sitges(Espanha)

14/06 - Tel Aviv (Israel)

15/06 - Viena (Áustria), Ibiza (Espanha) e Lyon (França)

16/06 - Shangai (China)

22/06 - Oslo (Noruega)

23/06 - Toronto (Canadá)

29/06 - Barcelona (Espanha), Paris (França), Cidade do México (México) e Dublin (Irlanda)

30/06 - São Francisco (EUA) e Chicago (EUA)

  • JULHO

06/07 - Londres (Inglaterra), Madri (Espanha) e Budapeste (Hungria)

07/07 - Colônia (Alemanha)

13/07 - Munique (Alemanha) e San Diego (EUA)

27/07 - Berlim (Alemanha)

  • AGOSTO

03/08 - Amsterdã (Holanda)

04/08 - Vancouver (Canadá)

10/08 - Praga (Rep Tcheca)

14/08 - Malta

17/08 - Copenhagen (Dinamarca)

23/08 - Manchester (Inglaterra)

  • OUTUBRO

12/10 - Orlando (EUA)

18/10 - Las Vegas (EUA)

26/10 - Taipei (Taiwan)

Leia também: Turismo LGBT é o que mais cresce no mundo

Lésbicas carregam bandeira LGBT durante desfile em São Paulo
Lighthousenews/Flickr
Marcha das Lésbicas é uma atrações na programação da semana da parada de São Paulo, no fim de junho


BRASIL

  • JUNHO

16/06 - Palmas (TO)

23/06 - São Paulo (SP)

30/06 - Porto Alegre (RS) e Campinas (SP)

  • JULHO

14/07 - Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG)

  • AGOSTO

25/08 - Aracaju (SE)

  • SETEMBRO

01/09 - Teresina (PI)

08/09 - Goiânia (GO), Londrina (PR) e Florianópolis (SC)

15/09 - Pernambuco (Av. Boa Viagem)

22/09 - Recife/Dois Unidos (PE)

29/09 - Santos (SP)

  • OUTUBRO

13/10 (data ainda não confirmada) - Rio de Janeiro

  • NOVEMBRO

24/11 - Maceió

Leia também: Gay brasileiro no Oriente

*Algumas capitais, como Salvador e Curitiba, ainda não tinham datas confirmadas até a publicação desta coluna, por isso não entraram nesta lista

    Leia tudo sobre: gay