Tamanho do texto

Nessa semana, a coluna do Pomba traz a exposição LGBT "Solidão - Quem vai cuidar de você quando ficar velho?" no Museu da Diversidade Sexual

Nesta terça (10), a partir das 17 horas, o Museu da Diversidade Sexual , equipamento da Secretaria de Estado da Cultura que fica no Metrô República, abre a exposição "Solidão - Quem vai cuidar de você quando ficar velho?".

Leia mais: Peça Bug Chaser – Coração Purpurinado reestreia dia 4 de outubro

O Museu da Diversidade Sexual busca através desta mostra abrir caminhos para uma discussão sobre companheirismo, amizades, parcerias e amores diversos. O ser humano evoluiu para viver em grupo e ficar sozinho é penoso, mesmo para os que insistem em afirmar que preferem os cães (ou gatos).

Obra de Sheila Goloborotko em exposição no Museu da Diversidade Sexual
Divulgação
Obra de Sheila Goloborotko em exposição no Museu da Diversidade Sexual


A pergunta familiar, recorrente e comum a vários amigos: "Quem vai cuidar de mim quando eu ficar velho ?". E também uma certa preocupação. Num país com poucos recursos para atender à população que envelhece e a cada dia menos voltada a criar filhos, uma multidão pena pelos cantos vendo seus empregos serem passados para outros mais jovens por economia

E também a solidão da adolescência , essa ainda mais cruel. Onde as notícias de suicídios espantam. Por que o jovem homossexual continua sendo tão pressionado para se enquadrar num padrão que já provou não ser adequado para todos? O jovem perambula em busca de parcerias, afinidades e amores. Uma busca que não é reservada apenas aos homossexuais , mas a todos os diferentes. A  diversidade humana é o que nos fez mais fortes e mais desenvolvidos, apesar de alguns setores teimarem em não entender essa força e sufocam o diferente. Colocando-o numa redoma solitária e excludente.

Leia mais Silvetty Montilla lança livro e espetáculo sobre os 30 anos de carreira

Com curadoria de Duilio Ferronato e Eduardo Besen, a exposição Solidão fica no Museu da Diversidade Sexual até  13 de janeiro de 2018.

Obra de Magdalena Barciniak na exposição Solidão no Museu da Diversidade Sexual
Divulgação
Obra de Magdalena Barciniak na exposição Solidão no Museu da Diversidade Sexual










Serviço

Exposição “Solidão"
Museu da Diversidade Sexual
Período expositivo: 10 de outubro de 2017 a 13 de janeiro de 2018.
Artistas: Adams Carvalho, Alex Cerveny, António Teixeira, Cláudio Caropreso, Daniel Melim, Guilherme Gafi, Higo Joseph, Ida Feldman, Júlio de Paula, Jorge Morabito, Luma Assis, Magdalena Marciniak, Malu Pessoa Loeb, Paulo Von Poser, Sandra Martinelli, Sheila Goloborotko e Teresa Berlinck.
Textos expositivos de: Aimar Labaki, Karina Dias e Sérgio Roveri.
Curadoria: Duilio Ferronato e Eduardo Besen.

Endereço:
Estação República do Metrô, atrás da bilheteria.
Piso Mezanino, loja 518 – São Paulo SP Brasil
Horário: Terça a domingo das 10 as 18 horas
Entrada gratuita | Acessibilidade para deficientes físicos

Convite da exposição Solidão do Museu de Diversidade Sexual
Reprodução
Convite da exposição Solidão do Museu de Diversidade Sexual


E acesse ao site do Museu da Diversidade Sexual em http://www.mds.org.br/. Para saber mais dicas de cultura LGBT , acompanhe a  coluna do Pomba aqui no iGay .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.