Tamanho do texto

Colin Mochrie desejou feliz aniversário à filha pelas redes e a viu ser alvo de comentários transfóbicos; as respostas do pai receberam apoio de usuários

Muitas pessoas têm vergonha dos pais postando mensagens carinhosas para os filhos ou comentando em suas fotos nas redes sociais. Este, contudo, não é o caso de Kinley Mochrie, uma mulher trans, cuja declaração do pai no Facebook viralizou.

Ao desejar parabéns para a filha pelas redes, Colin recebeu comentários preconceituosos por ela ser uma mulher trans
Reprodução
Ao desejar parabéns para a filha pelas redes, Colin recebeu comentários preconceituosos por ela ser uma mulher trans


Além de desejar feliz aniversário à filha, que completou 28 anos, ele ainda a defendeu após receber  comentários transfóbicos de pessoas debochando do fato de Kinley ser uma mulher trans e referindo-se a ela como “ele”.

“Parabéns à minha linda filha! 28 anos de idade e tudo que nós poderíamos ter esperado de melhor em uma filha”, escreveu Colin Mochrie, um comediante e ator de prestígio na América do Norte, em seu perfil no Facebook.

A declaração foi recebida por uma série de comentários preconceituosos: “*filho”, alguns usuários “corrigiram”. “Faz sentido, ele sempre foi louco. Não me surpreende que disforia de gênero corra na família”, escreveu um outro usuário.

“Que bom que ele é um pai amoroso, mas ele não pode apoiar um estilo de vida imoral. Só porque as pessoas aceitam isso não significa que deixa de ser algo errado, contra a natureza e contra deus”, escreveu ainda uma outra pessoa.

Pai defende a filha, uma mulher trans

Kinley, que se identifica como uma mulher trans, diz nunca ter duvidado que a aceitação dos pais viria
Reprodução
Kinley, que se identifica como uma mulher trans, diz nunca ter duvidado que a aceitação dos pais viria


Diante de tanto preconceito , Colin não se calou e decidiu responder à altura, partindo em defesa da filha: “Obrigado aos fãs desta página pelo apoio e por serem tão humanos. Aos trolls, minhas condolecências aos seus corpos por terem perdido a cabeça e a alma de forma tão trágica”.

A reposta dele viralizou e Colin acabou recebendo centenas de comentários de apoio, também elogiando a forma como ele defendeu Kinley. “Eu sou trans também e hoje foi o primeiro dia em que a minha mãe me chamou de ‘filha’. Obrigada por apoiar tanto sua filha! Pais compreensivos fazem toda a diferença”, escreveu uma mulher.

“A comunidade trans precisa de mais pais como você! Ela tem muita sorte de ter pais tão compreensivos. Feliz aniversário”, parabenizou outra pessoa.

À emissora “CBC”, Kinley já havia dito que nunca duvidou que seus pais a entenderiam quando optou por realizar a transição . “Levou um tempo, mas sempre soube que apoio e aceitação me esperavam . Não me preocupei nem por um segundo”, disse.

Na mesma ocasião, Colin falou sobre agora ser pai de uma mulher trans . “Você passa por aquilo de pensar, ‘agora meu filho mudou de gênero, isso significa que aquela pessoa se foi?’. Não. É exatamente a mesma pessoa, só com uma ‘capa’ diferente”, ponderou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.