Tamanho do texto

A David e seu parceiro foram dadas duas opções: trocar de lugar para que um outro casal heterossexual ficasse junto durante o voo ou abandonar o avião

Um casal gay norte-americano sofreu discriminação no último domingo (30) durante um voo da Alaska Airlines. O empresário David Cooley estava viajando com o seu parceiro quando foi forçado a mudar de lugar para dar prioridade a um casal heterossexual , em um voo do Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York, para o Aeroporto Internacional de Los Angeles.

O empresário David fez uma publicação de desabafo no Facebook sobre o incidente da Alaska Airlines com o casal gay
Reprodução/Facebook/david.cooley.507
O empresário David fez uma publicação de desabafo no Facebook sobre o incidente da Alaska Airlines com o casal gay


Em uma publicação no Facebook, Cooley desabafou sobre o ato de discriminação . O casal gay estava na classe executiva, já em seus assentos, quando uma aeromoça chegou e ordenou que o parceiro do empresário mudasse para um lugar na classe econômica para que um outro casal heterossexual ficasse junto durante o voo.

Cooley afirmou que eles eram um casal também, mas, mesmo assim, a aeromoça deu a eles apenas as opções de trocar de lugar ou abandonar o voo. “Nunca fui tão discriminado”, diz o empresário em sua publicação no Facebook. “Nos sentimos tão humilhados que não conseguiríamos continuar no voo que ia atravessar o país, então saímos do avião”, acrescenta.

Leia também: Documentário mostra discriminação contra comunidade LGBT na Albânia

Para ele, não dá para acreditar que nos dias de hoje uma companhia aérea ainda dê prioridade para casais heterossexuais e chegue ao ponto de pedir que um casal entre pessoas do mesmo sexo se retire do avião.

Cooley pontua que não pensa em viajar com a Alaska Airlines novamente. O empresário e seu parceiro optaram por fazer a viagem de Nova York para Los Angeles com a Delta Airlines, que pôde recebê-los melhor, de acordo com ele. "Se você é da comunidade LGBT, gaste seu dinheiro com uma companhia que apoie a causa", finaliza.

Resposta da companhia aérea ao incidente com o casal gay

A companhia aérea Alaska Airlines pediu desculpas pelo incidente com o casal gay e afirmou estar investigando detalhes
shutterstock
A companhia aérea Alaska Airlines pediu desculpas pelo incidente com o casal gay e afirmou estar investigando detalhes


Leia também: Obama assina ordem que proíbe discriminação de LGBTs no trabalho

Um porta-voz da Alaska Airlines confirmou, em depoimento para o site “Gay Star News”, que o incidente realmente aconteceu. De acordo com as informações, quando os passageiros estavam fazendo check-in, ocorreu um erro e ambos os casais ficaram marcados nas mesmas poltronas na classe executiva. A companhia aérea pede perdão pelo ocorrido com o casal gay e afirma que está investigando mais detalhes para garantir que todos os passageiros tenham um bom voo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.