Tamanho do texto

A fotógrafa Stella Asia Consonni leu as regras da rede social e percebeu que não havia nada de errado com a foto que postou; o caso acabou ganhando repercussão, o Instagram voltou atrás e ainda fez um pedido de desculpas

Em pleno mês do Orgulho LGBT, a fotógrafa Stella Asia Consonni passou por uma situação embaraçosa que está sendo vista como ato de preconceito . Ela compartilhou uma imagem de um beijo gay para divulgar um ensaio que realizou, a foto teve uma grande repercussão e, sem um motivo coerente, acabou sendo excluída pelo Instagram, que foi muito criticado e, posteriormente, acabou voltou atrás.    

Leia também: Foto de beijo LGBT é censurada no Instagram, e usuários se revoltam

Instagram excluiu foto por ter um beijo gay e afirmou em justificativa que a imagem violava as diretrizes da rede social
Reprodução/Instagram
Instagram excluiu foto por ter um beijo gay e afirmou em justificativa que a imagem violava as diretrizes da rede social


A foto do beijo gay , que também leva o provocativo questionamento “pizza é a única coisa melhor do que amor?”, foi postada na sexta-feira (29), e Stella conta que “recebeu muitos comentários adoráveis, mas também inúmeros horríveis de ódio”. Para ela, isso é uma prova de que mesmo a comunidade LGTB+ conseguindo muitos avanços em termos de direitos, ainda é atormentada pela homofobia.

Beijo gay viola as diretrizes da rede social?

Nas redes sociais, as pessoas costumam expressar aquilo que pensam sem pudores, por isso, infelizmente, é de se esperar que os “haters” façam comentários preconceituosos. Entretanto, o que a fotógrafa não esperava é que o Instagram fosse deletar a postagem dela com a justificativa de que a imagem não cumpria com as regras da rede social.

“No sábado de manhã, abri o Instagram e vi que tinha recebido uma mensagem dizendo que a imagem havia sido excluída porque não seguia as diretrizes da comunidade”, explica Stella em entrevista ao site da revista “i-D”. Então, ela leu cada uma delas, mas não conseguiu encontrar nada que se enquadrasse no perfil da imagem que postou, não havia mamilos, sexo explícito ou close em nádegas totalmente nuas.

Leia também: Beijo LGBT em novelas - veja 8 cenas que marcaram a teledramaturgia

Stella presumiu que a foto tinha sido denunciada por “haters” e, como consequência, foi excluída, mas ela descobriu, a partir de uma pesquisa online, que o número de vezes que algo é relatado não determina se algo será removido ou não.

A história rapidamente ganhou repercussão, e personalidades que defendem a causa LGBT+, incluindo os cantores Olly Alexander e Jade Thirlwall, expressaram sua frustração frente à atitude do Instagram e usaram a mesma rede social para cobrar uma resposta.

Instagram volta atrás 

Embora o Instagram não tenha dado uma resposta pública, o post foi recolocado, e a empresa mandou um e-mail de desculpas para Stella que diz: “Queria entrar em contato pessoalmente e pedir desculpas sinceras por sua foto ter sido excluída. Foi removida por engano e foi reintegrada ontem à noite”.

Leia também: Histórias para o Orgulho LGBT: “Fazer parte do movimento me fortalece"

Para a fotógrafa, isso não muda muita coisa. “Acho que isso é apenas uma parte muito pequena de uma questão muito mais profunda”, afirma Stella, que chegou a receber ameaças de morte por postar a foto de um beijo gay . Por outro lado, ela também fica feliz por ter recebido apoio. “Isso me fez pensar que talvez nosso mundo não esteja completamente podre.”

    Leia tudo sobre: Instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.