Tamanho do texto

Ao exigir que fosse identificado como pai do bebê na certidão de nascimento dele, o homem ouviu que, por lei, quem dá à luz precisa constar como mãe

Após o nascimento de seu bebê na Inglaterra nas últimas semanas, um homem transgênero (que manteve sua identidade em anônimo) entrou em uma luta na Justiça para ser identificado oficialmente como pai da criança a quem ele mesmo deu à luz. Segundo informações do veículo "The Telegraph", ao pedir que seu nome constasse como pai na certidão de nascimento, ele foi informado de que, por lei, a pessoa que deu à luz deve ser registrada como mãe.

Leia também: Homem trans dá à luz na Finlândia e causa polêmica por ser fértil

Pai transgênero dá à luz seu filho na Inglaterra e vai à Justiça para ser reconhecido como pai da criança, e não como mãe
shutterstock
Pai transgênero dá à luz seu filho na Inglaterra e vai à Justiça para ser reconhecido como pai da criança, e não como mãe



Leia também: Homem trans apresenta seu primeiro filho biológico

Na justiça, o homem transgênero argumenta que ser listado como mãe infringe seu direito de ter a família e vida privada respeitadas. Para a líder do time de advogados do homem trans, Hannah Markham, “a lei não é mais compatível” com a sociedade moderna e com a expressão cada vez mais extensa de gênero. Em uma declaração para a corte, Hannah escreveu: “Deve ser aceito o fato de que uma mulher que faz a transição de gênero para homem pode, por lei, dar à luz a uma criança”.

O homem já havia alterado seu gênero em documentos oficiais e possui um certificado que o reconhece como homem. De acordo com o juíz britânico Justice Francis, consultado pelo veículo, esta é a primeira vez que um caso assim é levantado em uma corte no Reino Unido, e afirma que, se o homem for bem sucedido, ele pode mudar a lei do país. A decisão do juiz é esperada para Setembro.

Leia também: Conheça o casal trans em que o pai deu à luz um menino

Outros casos no Reino Unido

Em 2017, dois homens causaram polêmica no Reino Unido ao se tornarem os primeiros homens a afirmar publicamente que deram à luz a seus bebês. Segundo informações do portal britânico "Daily Mail", ambos são transgênero, mas fizeram uma pausa na transição para seguir com a gravidez. Scott Parker, de 23 anos, deu Sara à luz em abril, e, em junho, Hayden Cross, de 21 anos, deu as boas-vindas à Trinity-Leigh. Ambos são listados como mães nas certidões de nascimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.