Tamanho do texto

A "Statistics Canada" recebeu críticas por oferecer apenas as opções "homem" ou "mulher" em pesquisas e pretende agora promover a inclusão

O Canadá reconhecerá pessoas transgênero não-binárias em próximos censos e pesquisas oficiais em prol da inclusão. Além de “homem” e “mulher”, os cidadãos poderão optar pelo terceiro gênero . A decisão é o resultado de um processo de dois anos de pesquisas, como explica Laurent Martel, diretor de demografia no “Statistics Canada”, ao jornal The Guardian.

Leia também: Projeto apresenta realidade vivida por pessoas transgênero do terceiro gênero

Pessoas transgênero não se identificam necessariamente como
shutterstock
Pessoas transgênero não se identificam necessariamente como "homem" ou "mulher", o que é reconhecido no Canadá


“Essa é uma ótima notícia”, diz Susan Gapka, uma ativista transgênero de Toronto, na entrevista. Susan participou de consultas feitas pelo “Statistics Canada” no ano passado para promover mudanças na agência de estatística do país. “Fique feliz com as discussões que tivemos, e é ótimo ver que eles realmente estão dando continuidade ao trabalho”, diz.

O diretor da organização afirma que a intenção é de garantir que todos os canadenses possam se identificar em pesquisas. No censo de 2016, a organização de estatística recebeu comentários e críticas de grupos ativistas por oferecer apenas as opções “homem” e “mulher”.

Em 2016, o censo encorajava as pessoas transgênero a indicar qual dos dois gêneros binários elas mais se identificavam, dando também a opção de deixar a questão em branco, com uma justificativa e um comentário do porquê não assinalaram. Os comentários colaboraram para que o estatísticos entrassem em contato com grupos locais para entender como melhor desenvolver o modelo de censo, diz Martel.

A ativista Susan acrescenta que o projeto só será bem sucedido se acompanhado de uma campanha de educação pública. “Ainda há muitas pessoas que não entendem as nuances da identidade de gênero e até mesmo orientação sexual”, declara.

Leia também: Índia reconhece transexuais como terceiro gênero sexual

Primeira certidão de nascimento de um não-binário

Na semana passada, a província de Ontário registrou a primeira certidão de nascimento não-binária do Canadá. Joshua Ferguson esperou aproximadamente um ano, após fazer uma petição ao governo por uma nova certidão de nascimento, para mudar o documento de “homem” para “não-binário”.

Leia também: Jovem do sexo neutro: “Não sabia se eu era homem ou mulher”

“É uma vitória para mim, é uma vitória para a comunidade transgênero ”, afirma Joshua ao The Guardian. A província oferece agora diversas opções para o gênero em certidões. No caso de Joshua, o gênero é denotado por um “X”, mas também é possível remover completamente a marcação de gênero do documento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.