Tamanho do texto

Com maior representatividade e muitas vitórias, as LGBTs estão arrasando

No ano de 2018, diversas conquistas foram alcançadas pela comunidade LGBT, seja no cinema, na música ou simplesmente na mídia. Foi assim que a hashtag “ #20GayTeen ”, que faz um trocadilho com a pronúncia em inglês do ano atual, tornou-se um dos assuntos mais falados nas redes sociais, como no Facebook e no Tumblr. Os usuários afirmam que 2018 está sendo o ano mais “ gay ” de todos.

Leia também: 15 famosos que se assumiram LGBT em 2017

A hashtag #20GayTeen nas redes sociais está confirmando que 2018 está sendo o ano mais colorido de todos até agora
shutterstock
A hashtag #20GayTeen nas redes sociais está confirmando que 2018 está sendo o ano mais colorido de todos até agora


A hashtag começou a chacoalhar a internet com o tuíte da cantora lésbica Hayley Kiyoko, declarando que “#20GayTeen” é o nosso ano. Com maior representatividade, mesmo que tímida, e muitas vitórias, as LGBTs estão arrasando. Confira cinco motivos pelos quais  2018 está sendo o ano mais colorido:

1. Estrelas da música pop


Além de Hayley Kiyoko, outros músicos jovens estão fazendo carreira sendo abertamente LGBTs, com músicas relacionadas a sexo e sexualidade. Alguns deles são o cantor Troye Sivan e o trio Years & Years, mais especificamente o vocalista e compositor Olly Alexander, que se engajam e quebram tabus.

2. Filmes LGBT

Em
Reprodução
Em "Me Chame Pelo Seu Nome", as coisas ficam quentes entre Elio (Timothée Chalamet) e Oliver (Armie Hammer)


O cinema também deu passos pela representatividade nas telonas, com abordagens diferentes e sem estereótipos para a sexualidade. Os maiores títulos do ano, até agora, foram “Me Chame Pelo Seu Nome”, que foi indicado para o Oscar de “Melhor Filme” e “Melhor Ator” e ganhou a estatueta de “Melhor Roteiro Adaptado”, e “Com Amor, Simon”, o primeiro filme com grande orçamento sobre um romance gay adolescente.

Leia também: Filmes LGBT: confira os 8 grandes clássicos do cinema

3. Popularização de drag queens

Personalidade de sucesso no Brasil, Pabllo Vittar está ganhando fama internacional com suas músicas e performances
Reprodução/Instagram
Personalidade de sucesso no Brasil, Pabllo Vittar está ganhando fama internacional com suas músicas e performances


Antes vistas com malícia e tornando-se agora figuras cada vez mais populares, as drag queens estão ganhando notoriedade ao redor do mundo. No Brasil, temos grande exemplo Pabllo Vittar, que até conseguiu seu próprio programa no Multishow, mas muitas outras merecem ser nominadas por alcançarem uma grande público, como Gloria Groove e Aretuza Lovi.

Pelo resto do mundo, as rainhas estão conseguindo espaço na televisão e até em alguns reality shows, que é o caso de Courtney Act, primeira drag queen a ganhar o Big Brother das celebridades no Reino Unido.

4. Olimpíadas de Inverno

Um beijo gay que entrou para história: em transmissão ao vivo das Olimpíadas de Inverno, Gus beija o namorado
Divulgação
Um beijo gay que entrou para história: em transmissão ao vivo das Olimpíadas de Inverno, Gus beija o namorado


As Olimpíadas de Inverno deste ano, realizadas em Seul, na Coreia do Sul, marcaram um recorde de atletas LGBTs assumidos. Adam Rippon até conseguiu voltar para a casa com medalha, honrando a comunidade, mas Gus Kenworthy, mesmo sem chegar ao pódio, conseguiu chacoalhar a internet ao beijar seu namorado ao vivo para as câmeras, em um beijo de consolo.

5. Cerimônia do Oscar 2018

Reprodução
"Mulher Fantástica" conta a história de uma mulher trans e conquistou a 1° estueta de filme com protagonista trans


Leia também: 5 momentos que mostram que o Oscar 2018 ficou marcado na história LGBT

A cerimônia do Oscar de 2018 também foi histórica para a comunidade LGBT, principalmente com o estrelato de Daniela Vega, atriz transgênero. Ela foi a primeira pessoa trans a subir no palco para apresentar um dos segmentos da noite e também ganhou estatueta de “Melhor Filme Estrangeiro” pelo filme “Uma Mulher Fantástica”, o primeiro protagonizado por uma pessoa trans a levar o Oscar na história.

    Leia tudo sobre: gay
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.