Tamanho do texto

A madrinha de casamento se identifica com roupas mais "masculinas", e a amiga noiva decidiu honrar sua personalidade dando um terno para ela

A noiva Christina Figueroa decidiu fazer com que seu casamento fosse um momento agradável para todos, especialmente para sua amiga de infância e também madrinha de casamento Tiffany Thompson. Tiffany descreve sua personalidade como “masculina e queer” e não estava feliz com o vestido designado pela noiva. Como resposta, Christina consultou seu estilista para fazer uma surpresa com um terno para a amiga.

Leia também: Vestido de noiva ou terno e gravata: O que as lésbicas usam em seus casamentos?

A madrinha de casamento Tiffany não ficou feliz com o vestido e recebeu uma surpresa da amiga noiva com um terno
Reprodução/Bustle
A madrinha de casamento Tiffany não ficou feliz com o vestido e recebeu uma surpresa da amiga noiva com um terno


O vestido foi dispensado por Christina para honrar a personalidade da madrinha de casamento  com o terno, como conta o site “Bustle”. “Sendo uma pessoa masculina e queer, é muito importante para mim representar minha personalidade em minhas roupas”, afirma Tiffany após ter tentado realizar o desejo da amiga com o vestido, sem querer também roubar o momento dela.

Mesmo assim, no momento em que ela colocou o vestido para experimentar, disse instantaneamente que detestou. “Minha mãe ficaria feliz [com a escolha do vestido], mas é muito desconfortável, nem tem alças. O vestido não me faz sentir como eu mesma”, ela revela.

Tiffany é queer e, como parte da comunidade de mulheres LGBT, gosta de vestir e se identifica mais com roupas que são estereotipadamente masculinas. “Quando eu comecei a usar roupas de homens, eu mudei o jeito que sentia sobre mim mesma.”

Leia também: Cinco coisas que não te fazem ser menos bissexual ou queer

O terno da madrinha de casamento

Para desenhar a roupa perfeita para sua amiga, a noiva consultou o estilista Jag Beckford, que tem marca própria, Jag & Co, e é especialista em desenhar roupas para mulheres que são de gênero não-conformista, ou seja, que não se conformam com o gênero esperado pela sociedade, no caso de Tiffany, o gênero feminino.

Leia também: Roupas sem gênero quebram estereótipos de feminino e masculino

Enquanto trabalhava em um novo look para ela, Beckford não hesitou em arrancar o vestido da mulher. O resultado foi um blazer de polka dot, com remendos cor-de-ameixa no cotovelo e partes improvisadas do tecido do primeiro vestido.

“Jag fez um trabalho maravilhoso, foi perfeito”, disse a madrinha de casamento. Para completar, a noiva Christina deu uma gravata-borboleta especial, que ela mesma fez usando bloquinhos de construção.

Claro, Tiffany contou ter amado o acessório e até se emocionou quando sua amiga entregou o presente. “Representa nossa amizade, foi um momento realmente doce. Eu me senti amada e respeitada por quem eu sou”, afirma a madrinha de casamento sobre a experiência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.