Tamanho do texto

Jolene Dawson já havia se assumido como homem gay e mulher transgênero. Agora, depois de 50 mil libras em cirurgias, se vê como uma trans lésbica

Jolene Dawson, uma mulher australiana transgênero que considerava passar pela cirurgia de redesignação sexual, assumiu ser lésbica e, em entrevista ao “MailOnline” e ainda afirmou estar feliz por “ter mantido o pênis”, já que percebeu que é atraída por mulheres. Antes de se assumir, ela tinha gastado 50 mil libras (cerca de R$ 233 mil) em cirurgias plásticas no corpo.

Leia também: Mulher transgênero "se transforma em réptil" após diagnóstico de HIV

A mulher transgênero Jolene Dawson se assumiu lésbica e afirma estar feliz por ter mantido o pênis
Reprodução/Instagram/jolene.dawson
A mulher transgênero Jolene Dawson se assumiu lésbica e afirma estar feliz por ter mantido o pênis


A mulher transgênero de 21 anos também contou que já foi a cerca de 100 encontros e deu match com mil homens no Tinder nos últimos meses. Enquanto isso, Jolene sofria com sua sexualidade e, dessa vez, se assume pela terceira vez aos pais, agora como lésbica; a primeira foi como homem gay e a segunda como mulher trans.

“Eu percebi que não queria ser um homem, por que eu gostaria de ficar com um também? Tive encontros incríveis com homens velhos e mais rico, mas estou animada para começar a sair com mulheres”, afirma. Nessa nova fase da vida, ela também declara estar feliz por ter mantido o pênis, pois “realmente ajuda” nas relações.

Leia também: Transgênero usa foto sem camisa e com seios "colados" para comemorar a transição

Nova descoberta sexual

Jolene começou a se descobrir quando começou a sair com um casal e descobriu que gostava mais do sexo com a mulher do que com o homem. Ela também notou que tinha mais sentimentos por essa outra mulher e preferiu se retirar do relacionamento para poder começar a explorar esse novo caminho. “Já mudei as configurações do Tinder para interessada por mulheres”, comenta.

Ela admite que sua aparência recebe muitos olhares, mas ela não liga para comentários negativos. “Eu sempre fui muito autoconfiante. Se alguém não gosta de mim, é uma oportunidade perdida para eles”, afirma.

Leia também: “Para sobreviver, tem de ser forte”: Mulher transgênero sobre viver na Rússia

Cirurgias plásticas para se parecer com uma boneca

No ano passado, Jolene gastou aproximadamente 50 mil libras em procedimentos plásticos, incluindo enchimentos na testa e emagrecimento da mandíbula para começar a parecer uma boneca Bratz.

A mulher transgênero, apesar de não pensar mais em retirar o órgão sexual masculino, ainda planeja retirar o pomo de Adão e “costurar” seu umbigo na próxima fase de transformação para uma Bratz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.