Tamanho do texto

Após ficar seis meses suspensa, a professora de artes Stacy Bailey finalmente está sendo defendida por sua advogada contra a institução de ensino

Stacy Bailey, uma professora lésbica de artes do Mansfield Independent School District (MISD), um distrito escolar próximo a Dallas, Texas, nos Estados Unidos, foi suspensa após reivindicar direitos LGBT na escola. Após seis meses de licença, ela está sendo afastada das aulas em Charlotte Anderson, ensino fundamental do distrito. 

Leia também: Professor de Massachusetts alega ter sido demitido por apoiar estudantes gays

A professora lésbica Stacy Bailey ficou seis meses suspensa por apoiar a causa LGBT
Reprodução/Twitter/msclayton_cae
A professora lésbica Stacy Bailey ficou seis meses suspensa por apoiar a causa LGBT


Em agosto de 2017, a professora havia enviado um e-mail à direção e à banca educacional reivindicando a proteção de estudantes LGBT contra discriminação, com a intenção de “começar uma conversa” sobre o assunto, explica a advogada Giana Ortiz em entrevista ao “Dallas News”.

No documento, ela apontou que San Antonio, Dallas e Austin adicionaram “orientação sexual” e “identidade de gênero” em suas respectivas políticas contra discriminação. “Nós somos muitos professores, estudantes e famílias LGBT+ no distrito e merecemos o direito de ser protegido pelo distrito”, afirma.

Leia também: Professor é demitido após alunos descobrirem que ele é gay

Duas semanas depois, ela entrou em contato com conselheiros da Ben Barber Innovation Academy, para saber se a instituição tinha um aliança LGBT e se seria possível uma colaboração.

No entanto, recebeu no dia 7 de setembro do ano passado um documento que constava sua licença imediata, “até o fim de uma investigação”. Ainda mais, ele dava ordens específicas de conduta: não entrar em contato com estudantes, pais ou outros membros da equipe e não falar sobre a sua licença com outras pessoas. Stacy não assinou o documento e, após os seis meses, está sendo defendida pelo caso.

Leia também: Fotógrafa perde trabalho após cliente descobrir que ela é lésbica

Repercussão

No MISD, Stacy foi eleita a melhor professora da escola em 2016 e tinha um histórico exemplar, segundo sua advogada. “Ela tocou tantas vidas através de sua paixão por lecionar e por seus alunos. Eu acredito que esse é um grande desserviço às crianças de Charlotte Anderson Elementary, que ficaram sem tutora de artes por uma boa parte deste ano letivo”, declarou Giana.

A professora lésbica está recebendo apoio de pais e estudantes, que até marcaram presença em uma reunião da banca educacional no final de fevereiro para manifestar apoio a ela. “Ela aceitou minha filha, estou perplexa como uma pessoa adorada está sendo afastada de nossas crianças”, afirmou Rebecca Cavitt, uma das mães.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.