Tamanho do texto

Seja para algo sério ou casual, os aplicativos e sites de namoro lésbico, como Wapa e Lesbian Personals, são uma oportunidade de conhecer novas pessoas

Para lésbicas e bissexuais , um dos métodos mais comuns de encontrar uma namorada ou apenas uma paquera é por meio de aplicativos de namoro e comunidades online. Se você está solteira e à procura de uma parceira para a vida ou para o sexo, por que não experimenta conversar com outras mulheres em um dos aplicativos e tenta conhece novas pessoas?

Leia também: Cansado da solteirice? Veja 8 aplicativos de relacionamentos para gays

Pode ser que você conheça sua futura parceira em aplicativos de namoro ou comunidades online
shutterstock
Pode ser que você conheça sua futura parceira em aplicativos de namoro ou comunidades online


Com as mais variadas funções e para públicos bastante diversificados, os aplicativos de namoro existem para facilitar o encontro tanto para um romance duradouro como para uma única noite de sexo casual. Confira 8 apps e sites de relacionamento, saiba como se comportar em cada um e se jogue na paquera:

1. Tinder

O Tinder é um dos maiores aplicativos de namoro atualmente, com usuários héteros e LGBT+
Divulgação
O Tinder é um dos maiores aplicativos de namoro atualmente, com usuários héteros e LGBT+


Talvez o Tinder não seja novidade para você. Entre os aplicativos de paquera, ele é, com certeza, o mais famoso e revolucionou sua categoria com um mecanismo simples. As usuárias colocam suas descrições e fotos de perfil e avaliam outros perfis de pessoas próximas, deslizando para a direita ou para a esquerda. Se uma outra usuária também curtir você, acontece o “match”.

O app também é utilizado por héteros, gays e trans, mas você pode determinar claramente o seu gênero e por qual gênero está buscando.

Para aquelas que buscam uma experiência ainda mais completa, ainda existe o Tinder Plus, versão paga, em que você pode rever os “nãos” que deu a outras pessoas e procurar mulheres em outras localidades.

No Tinder, você pode encontrar de tudo, desde alguém que queira algo mais sério até alguém que queira algo extremamente casual. Resta à usuária definir sua preferência e dialogar com a outra, sempre com respeito.

2. Wapa (antigo Brenda)

O Wapa foi um dos pioneiros no ramo de comunidades lésbicas, com o nome Brenda
Divulgação
O Wapa foi um dos pioneiros no ramo de comunidades lésbicas, com o nome Brenda


O Brenda foi um dos pioneiros no ramo de aplicativos voltados para mulheres em busca de mulheres. Com nome e visual diferente, hoje se chama Wapa. No entanto, a dinâmica continua a mesma: um perfil com descrições pessoais, informações físicas, como idade, peso e altura, e até 5 fotos.

Ele funciona a partir de geolocalização, apresentando mulheres por ordem de proximidade do local em que se encontra. É só puxar um papo e ver no que desenrola.

Uma boa parte das usuárias relata procurar algo mais casual no Wapa, mas isso não significa que é impossível encontrar alguém que queira algo sério.

3. Happn

Apesar de ter usuários homens, você pode definir suas preferências para encontrar uma parceira
Divulgação
Apesar de ter usuários homens, você pode definir suas preferências para encontrar uma parceira


Aplicativo em alta no Brasil, por unir pessoas de diversas sexualidades, o Happn também trabalha com geolocalização. É só marcar a preferência por mulheres e procurar uma parceira interessante em sua área. Você pode enviar um “crush” para indicar seu interesse pela pessoa e, se for correspondido, é só partir para a conversa.

O Happn costuma ser utilizado por pessoas com diversas intenções, mas normalmente é um aplicativo no qual as pessoas buscam se conhecer melhor.

Leia também: Sete dicas para gays e lésbicas encontrarem uma cara-metade

4. Her

O Her tem várias funcionalidades além da paquera entre mulheres
Divulgação
O Her tem várias funcionalidades além da paquera entre mulheres


O Her se define como uma “rede social lésbica e bissexual” e começou com o nome Dattch em 2013. O objetivo do app é ser mais social que os outros, dando um foco maior à conversa. A usuária pode compartilhar fotos, vídeos e frases, tendo a possibilidade de se conectar com o Facebook ou Instagram.

O aplicativo é utilizado por meninas em busca de tudo: sexo, namoro e até amizade. No mesmo estilo do Tinder, acontece um “match” e a conversa se desenrola.

Com a intenção de ser mais do que um ambiente de paquera, existe também um feed, similar ao do Facebook, de notícias sobre o universo LGBT.

5. Sicssr

O nome do aplicativo Scissr faz uma referência à posição do sexo lésbico
Divulgação
O nome do aplicativo Scissr faz uma referência à posição do sexo lésbico


Com um design simples, o Scissr segue o padrão esperado de aplicativos por geolocalização. As mulheres que estiverem mais próximas aparecerão em ordem para você, com as informações pessoais, físicas e suas fotos. Ele também oferece a opção de vincular a conta com o Facebook.

O nome do aplicativo em si já é bem sugestivo, remetendo a “tesoura” em inglês, posição clássica no sexo lésbico. O intuito em sua criação é ser genuinamente de mulheres para mulheres. É possível encontrar todo tipo de mulher com todas as intenções possíveis, com a propaganda de “não devem existir fronteiras a um app legitimamente lésbico”.

6. Lesbian Personals

O Lesbian Personals é uma comunidade online para mulheres
Divulgação
O Lesbian Personals é uma comunidade online para mulheres


Aqui você pode conhecer não só mulheres próximas a você como também ao redor do mundo. É uma comunidade online para mulheres interagirem entre si, priorizando a conversa, com fóruns públicos, bate-papo privado e webcams ao vivo. Então, pode ser que saia uma ótima amizade daqui.

O Lesbian Personals é para aquelas que já sabem o que querem e querem agora. As usuárias já maturaram bem sua sexualidade e já estão no meio, por isso, também procuram algo mais casual, direto ao ponto.

7. Femme

O aplicativo Femme é dos mesmos criadores do Tinder e traz a mesma dinâmica do
Divulgação
O aplicativo Femme é dos mesmos criadores do Tinder e traz a mesma dinâmica do "match"


Desenvolvido pela mesma empresa responsável pelo Tinder, o app tem uma dinâmica semelhante à dele. Acontece o “match” e, depois, a conversa. O Femme se destaca por trazer uma outra utilidade: filtros de busca com características que você considera atraente em uma futura pretendente.

Para garantir o melhor ambiente possível, ele conta com uma equipe segura, dedicada 24 horas. Nele também é possível realizar assinaturas para ter vantagens, como saber quem favoritou suas fotos e quando as mensagens foram lidas.

As usuárias do Femme costumam priorizar o futuro da relação, ou seja, relacionamentos mais sérios.

Leia também: Gays e lésbicas contam como encontraram o amor com ajuda da internet

8. Gayvox

O Gayvox é direcionado para mulheres mais seletas
Divulgação
O Gayvox é direcionado para mulheres mais seletas


O Gayvox é para as que têm um gosto específico e também curte ouvir música. Além da opção de filtros para refinar a busca, escolhendo idade e tipo de corpo, por exemplo, o app também disponibiliza uma rádio, tocando os maiores ícones lésbicos da música, como Ana Carolina, Maria Gadú, Pink, e Pepê e Nenem, entre outras. Ele também funciona com base em geolocalização, apresentando as pessoas próximas a você.

O aplicativo é francês e suas usuárias são mais seletas, então pode ser que você encontre pessoas afim de conversar e conhecer antes de partir para próximas etapas.

O Gayvox também é utilizado por homens, o que pode ser um fator positivo para as bissexuais. Como outros aplicativos de namoro, é só marcar suas preferências e se jogar na paquera.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.