Tamanho do texto

"Ter mais igualdade e poder nos casar mostra um grande avanço para a Austrália", afirma Luke Sullivan, que oficializou a união com Craig Burns

Os atletas australianos Craig Burns e Luke Sullivan foram um dos primeiros casais homossexuais a oficializar a união na Austrália, depois que a lei que permite o casamento homoafetivo entrou em vigor, em 9 de janeiro. Os noivos disseram “sim” minutos depois da meia-noite, pois consideram a data um marco para a comunidade LGBT do país.

Leia também: Casamento gay é legalizado na Austrália

Craig  e Luke se casaram minutos após a lei que permite o casamento homoafetivo na Austrália entrar em vigor
Reprodução/Instagram
Craig e Luke se casaram minutos após a lei que permite o casamento homoafetivo na Austrália entrar em vigor


Segundo informações do site “Pink News”, o projeto de lei foi aprovado por grande parte dos legisladores e por mais da metade da população. Na votação, 61,6% das pessoas foram a favor do casamento homoafetivo e 38,4% foram contra. A aprovação ocorreu em 7 de dezembro, mas foi preciso esperar 30 dias para a lei entrar em vigor.  

Finalmente puderam oficializar a união

Antes da legalização, os atletas já tinham tentado se casar, mas não conseguirem, por isso, não viam a hora de poder oficializar a união. Para Craig, o casamento é uma maneira de firmar um compromisso vitalício com alguém que você ama. “É forma de mostrar seu amor e apreço pelo parceiro na frente das pessoas que são importantes em sua vida”, afirma.

Leia também: Casamento entre três homens é legalmente reconhecido na Colômbia

Luke conta que o apoio que as pessoas estão dando a ele e a seu parceiro é motivador. “No Instagram, explodiram mensagens de pessoas que eu não conheço. Eu nunca as vi, mas elas estão me enviando mensagens de amor e parabéns. É realmente emocionante”, expõe.

O casal vê essa como uma grande conquista, não só para eles, mas também para os inúmeros casais homoafetivos que tinham o mesmo desejo de poder oficializar a união. “Ter mais igualdade e poder nos casar mostra um grande avanço para a Austrália”, ressalta Luke.

"Casamento é entre duas pessoas"

A irmã de Craig, Sarah Ross, fez questão de homenagear a jornada do irmão. “Alguns meses atrás, não sabíamos se ele poderia se casar legalmente na Austrália, então, o fato de hoje ele ter um marido é bastante incrível”, começa dizendo. “É algo que deveria ter acontecido há muito tempo, por isso, ver tudo isso acontecendo é tão importante para nós”, acrescenta.

Leia também: Sem referência para própria festa, casal cria revista de casamento para lésbicas

Sarah é cerimonialista e foi ela quem conduziu o casamento homoafetivo. Em seu discurso na cerimônia, disse que esse momento é especial para ela: “Até um mês atrás, eu tinha que dizer algumas palavras que eram muito discriminatórias, e isso quebrava meu coração. Eu costumava dizer que o casamento era entre um homem e uma mulher. Então, esta noite, eu posso dizer que o casamento é entre duas pessoas”.

    Leia tudo sobre: amor gay
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.