Tamanho do texto

Desabafar com os amigos ou fazer coisas que você gosta podem te ajudar a passar pelas festas que reúnem toda a família uma maneira mais fácil

As festas - sejam elas em datas comemorativas como Natal, Ano Novo, Páscoa, Dia dos Pais e por aí vai - e reuniões de família podem ser difíceis para pessoas LGBT que não são aceitas por todos os parentes. Se alguém não respeitar a  orientação sexual ou a identidade de gênero, podem surgirm comentários desagradáveis que acabam machucando. Se esse for seu caso, é importante saber que não será fácil mas, com algumas dicas, talvez você consiga encarar melhor a situação.

Leia também: Sou gay, e agora? Confira 10 formas criativas de se assumir LGBT para a família

As festas de fim de ano podem ser difíceis para pessoas LGBT que não são aceitas pela família
shutterstock
As festas de fim de ano podem ser difíceis para pessoas LGBT que não são aceitas pela família

Veja dicas para lidar com comentários LGBTfóbicos da família durante as festas e reuniões: 

1. Prepare-se

Se você já sabe que o jantar com a família vai ser complicado, o melhor a fazer é se preparar antes fazendo algo que você goste. Pode ser ver a sua série preferida, ouvir músicas que te relaxem ou até mesmo sair com os amigos. O importante é ir tranquilo encontrar a família.

2. Desabafe

Você não precisa guardar tudo o que está acontecendo com você.  Mesmo com seus amigos estando em outros lugares, você pode mandar uma mensagem para eles contando como está sendo seu Natal ou festa de aniversário daquele priminho. Eles, com certeza, darão palavras de apoio que te farão se sentir melhor.

Leia também: Escola é acusada de homofobia ao censurar alunos gays em anuário

3. Fale com os parentes mais próximos

Caso você tenha algum parente mais próximo em quem você confie, fale com ele sobre seus receios em relação aos comentários do resto da família. Explique como isso te afeta e peça para ele ficar do seu lado e te defender caso alguma coisa aconteça.

4. Saia para tomar um ar

Você não precisa ficar o tempo todo com sua família ouvindo coisas que não te agradam. Se você sentir que está muito difícil, afaste-se um pouco das outras pessoas e saia para tomar um ar. Não tem nada de errado em precisar de um tempo só para você para se recuperar e voltar

5. Procure por soluções

Alguns familiares podem fazer comentários LGBTfóbicos por falta de conhecimento sobre o assunto. Então que tal tentar explicar para eles coisas mais básicas sobre orientação sexual e identidade de gênero? Isso pode fazer a diferença para eles serem mais receptivos nos próximos anos.

Leia também: 73% dos LGBT brasileiros já testemunharam homofobia no trabalho

6. Combine algo no dia seguinte

Caso seja muito difícil lidar com os comentários de seus familiares, combine algo que seja do seu interesse para fazer no dia seguinte e esfrie sua cabeça. Passar um tempo com pessoas que você se sente confortável vai te deixar bem mais feliz.

7. Não se sinta mal por ser quem você é

Não deixe os comentários negativos feitos nesses encontros te afetarem! Você se conhece melhor do que qualquer um, então não deixe ninguém dizer que sua orientação sexual ou identidade de gênero não é real.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.