Tamanho do texto

Austrália tornou-se o 27º país do mundo a reconhecer o casamento homoafetivo e celebrará matrimônios a partir de fevereiro de 2018

Nesta quinta-feira (7), o Parlamento da Austrália aprovou o projeto de lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. O texto teve apenas quatro votos contrários e foi liberado por ampla maioria - assim como havia ocorrido no Senado na semana passada, em que foram 43 votos a favor, 12 contra e várias abstenções e ausências. As informações são da Ansa.

Leia também: Áustria legaliza casamento gay após aprovação da Corte Constitucional 

Austrália é o 27º país do mundo a reconhecer o casamento gay
shutterstock
Austrália é o 27º país do mundo a reconhecer o casamento gay

Apresentada pelo senador Dean Smith, a lei muda a definição de matrimônio como uma união entre "homem e mulher" para "a união entre duas pessoas". Pela legislação australiana, a nova regra deve entrar em vigor em cerca de um mês, com a estimativa de que os primeiros casamentos sejam realizados já no início de fevereiro. Com a aprovação no Parlamento, a Austrália tornou-se o 27º país do mundo a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo como um direito.

O projeto ganhou força após um referendo nacional mostrar que a maioria da população concordava com a medida. Mesmo sem o voto ser obrigatório, 79,3% dos australianos foram às urnas para dar sua opinião. O resultado da votação foi revelado no dia 14 de novembro para milhares de pessoas reunidas em Sidney, mostrando que 61,6% dos eleitores consultados aprovaram a igualdade de matrimônio e que 38,4% eram contra à medida.

Leia também: Barbie se posiciona a favor do casamento gay em rede social

Pedido de casamento

Na última segunda-feira (4), o deputado Tim Wilson tinha surpreendido seus pares ao fazer um pedido de casamento a seu companheiro há nove anos, Ryan Bolger, na tribuna do plenário. Ao começar o debate sobre a legalização do matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, o deputado Wilson disse que a pessoa que ele deveria agradecer primeiro era o seu parceiro Ryan.

Ryan, à esquerda, aceitou o pedido de casamento feito pelo deputado Tim, à direita
Reprodução/Youtube/Guardian Australia
Ryan, à esquerda, aceitou o pedido de casamento feito pelo deputado Tim, à direita

“Você teve que tolerar mais do que a maioria porque teve que me aguentar”, brincou Tim em vídeo divulgado pela imprensa australiana. “Este debate tem sido a trilha sonora do nosso relacionamento, e nós dois sabemos que esta questão não é o motivo pelo qual nós nos envolvemos na política. No meu primeiro discurso, eu defini nosso vínculo pelos anéis que estão em nossas duas mãos esquerdas, e eles são a resposta para uma pergunta que não podemos fazer”.

Leia também: Juntas há 43 anos, casal de lésbicas australianas planeja cerimônia legal

"Resta somente uma coisa a fazer. Ryan Patrick Bolger, você quer se casar comigo?". "Sim", respondeu o companheiro que estava na galeria do público. Com a legalização do casamento gay na Austrália, o casal finalmente vai poder oficializar a união.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.