Tamanho do texto

Homem transgênero afirmou que a dor do parto foi maior do que o esperado

No mês de julho, o casal gay Trystan Reese e Biff Chaplow, dos Estados Unidos, comemorou o nascimento de seu primeiro biológico, chamado de Leo. Trystan, que é um homem transgênero, gerou a criança em seu útero, o que fez o casal ganhar fama ao redor do mundo. Mas, apesar de ficar feliz com o nascimento, Trystan revelou que não quer ter outro filho biológico.

Leia também: Casal gay está esperando primeiro filho biológico; entenda como isso é possível

Trystan, que é transgênero, junto com o marido Biff
Reprodução/Facebook/Biff and I
Trystan, que é transgênero, junto com o marido Biff

Em entrevista ao programa de TV “This Morning”, o homem transgênero disse que o trabalho de parto foi mais doloroso do que ele poderia ter imaginado e que não terá outro filho biológico porque não quer sentir essa dor novamente.

Além disso, Trystan também falou sobre a possibilidade de homens engravidarem. "Eu realmente acredito que há um monte de homens que gostariam de ser capazes de engravidar”. O casal também acredita que eles não são uma minoria e que há muitas pessoas trans tendo filhos, mas que eles não falam publicamente sobre o assunto.

Leia também: Homem trans apresenta o primeiro filho biológico

A gravidez

Ao decidir ter o primeiro filho biológico, Tryan suspendeu o uso de testosterona. Ele estava tentando engravidar desde 2016, quando teve um aborto espontâneo. Apesar de querer esperar um ano antes de tentar engravidar novamente, seria complicado reiniciar e depois parar o tratamento com testosterona novamente, então o casal voltou a tentar. Seis meses depois, Trystan acordou se sentindo mal e fez um teste de gravidez e descobriu a boa notícia.

Por medo de sofrer preconceito, eles encontraram uma equipe médica que foi treinada para poder acompanhá-los. Trystan achou que era uma precaução necessária por ser uma pessoa trans que já havia sofrido transfobia.

Leia também: Após gravidez como mulher, homem trans engravida de novo e se diz mais feliz

O filho biológico do casal nasceu no dia 14 de julho deste ano e, além dele, Trystan e Biff têm outros dois filhos adotivos que  nasceram da irmã de Biff, mas foram retirados dela e de seu namorado depois que eles foram considerados inaptos para cuidar das crianças por problemas de abuso de substâncias. Hoje, as três crianças são criadas pelo homem transgênero e seu marido.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.