Tamanho do texto

Junto com seu namorado, Sahir fugiu para a Holanda em busca de asilo por ser homossexual, mas teve o pedido negado por faltas de provas

Após pedir asilo na Holanda, um homem homossexual iraquiano deve ser enviado ao país de origem por não ter sido considerado “gay o suficiente”. Sahir, de 29 anos, foi avisado pelo centro de deportação que ele deve se preparar para sair da Holanda nos próximos dias. Para o serviço de imigração, Sahir não foi capaz de provar sua homossexualidade.

Leia também: Homens holandes andam de mãos dadas como protesto contra a homofobia

Apesar de ter namorado, Sahir teve pedido de asilo negado pela Holanda
shutterstock
Apesar de ter namorado, Sahir teve pedido de asilo negado pela Holanda


De acordo com o portal de notícias holandês “Parool”, nem o testemunho de Mushtak, parceiro de Sahir, foi suficiente para convencer o serviço de imigração da Holanda . Em seu depoimento, Mushtak contou que o casal está junto há mais de dois anos e que faz sexo diariamente, “as vezes mais de uma vez por dia”.

Sahir e Mushtak se conheceram no Iraque e tiveram um relacionamento secreto por 10 meses. Eles decidiram deixar o país de origem e passaram por lugares como Grécia, Áustria e Alemanha antes de chegar ao território holandês . "Quando vimos a bandeira do arco-íris pendurada em um prédio em Amsterdã... Não consigo explicar o sentimento, uau", disse Mushtak.

Leia também: Pesquisa revela que 21% dos britânicos recusariam convite para casamento gay

O julgamento

Para provar a homossexualidade , Sahir usou uma foto da bandeira do arco-íris e um vídeo do casal a bordo de um barco durante o desfile de orgulho gay. Além disso, seus amigos foram até o tribunal testemunhar que ele era homossexual. Mas, apesar disso, o tribunal afirma que ele deveria ter sido capaz de dar detalhes concretos de como ele começou a ter consciência de sua sexualidade.

O advogado de Sahir, Erik Hagenaars, disse que a auto-aceitação em ser gay é o mais importante durante o procedimento para aceitar pedidos de asilo com base na homossexualidade. "Algumas pessoas não conseguem falar sobre suas emoções e sentimentos", disse Hagenaars. "A homossexualidade pode ser um problema para algumas pessoas que a escondem durante toda a vida".

Leia também: Parlamento da Alemanha aprova casamento entre pessoas do mesmo sexo

O grupo de defesa dos direitos dos homossexuais disse que Sahir não é um caso isolado e que dezenas de outros que tem o pedido de asilo rejeitados acabam vivendo como imigrantes ilegais na Holanda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.