Tamanho do texto

De 125 lançamentos dos principais estúdios de Hollywood em 2016, apenas 23 incluíam personagens que se identificavam como LGBTQ

Pesquisa realizada pela ONG Gay & Lesbian Alliance Agains Defamation (GLAAD) mostrou que personagens identificados como lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e queers (LGBTQ) ainda não estão bem representados em filmes. A GLAAD analisou 125 lançamentos dos principais estúdios de Hollywood em 2016 e descobriu que apenas 23 (18,4%) incluíam personagens identificados como LGBTQ. Este é um aumento de quase um ponto percentual em relação aos 17,5% (22 de 126) dos filmes dos mesmos estúdios que foram lançados em 2015.

Leia também: Power Rangers terá heroína descobrindo sobre sexualidade em filme

A maioria dos filmes de Hollywood ainda não dão destaque para personagens LGBTQ
shutterstock
A maioria dos filmes de Hollywood ainda não dão destaque para personagens LGBTQ

Para agravar, a maioria dos personagens LGBTQ em grandes lançamentos de estúdio de Hollywood  tem tempo de aparição na tela. 10 dos 23 filmes que GLAAD considerou inclusivos possuem menos de um minuto de tempo de aparição para seus personagens LGBTQ.

A representação de transgêneros permanece baixa, com apenas um personagem encontrado, o mesmo número que o relatório anterior, e mais uma vez o personagem foi usado como uma ponta no filme “Zoolander 2”.

Leia também: 7 filmes e séries com temática LGBT para assistir no Netflix

Apesar de 2017 ter tido momentos muito promissores em filmes como “A Bela e a Fera” e “Power Rangers”, a previsão da próxima temporada é uma continuação da invisibilidade LGBTQ. “Chegou a hora de o setor cinematográfico intensificar e mostrar a diversidade total do mundo em que o público do filme está vivendo hoje e acabar com o humor desatualizado visto em muitos filmes", disse a presidente e CEO da GLAAD, Sarah Kate Ellis.

"Filmes como Moonlight provam que existe uma grande oportunidade não só para contar histórias LGBTQ dignas do ouro do Oscar”, explica Sarah. “Mas para abrir os corações e as mentes do público aqui e ao redor do mundo em lugares onde essas histórias podem ser fundamentais para as pessoas que mais precisam disso."

Leia também: 11 filmes para chorar até desidratar com temática LGBT

Diversidade racial

GLAAD também descobriu que a diversidade racial entre os personagens LGBTQ caiu drasticamente ao longo dos anos em Hollywood. Em 2016, apenas 20% dos personagens LGBTQ eram negras, em comparação com 25,5% em 2015 e 32,1% em 2014. Dos personagens LGBTQ contados, 48 ​​eram brancos (69%), nove eram negros/afro-americanos (13%) , quatro eram asiáticos (6%) e um era o latino (1%). Oito personagens (11%) não eram humanos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.