Tamanho do texto

No discurso de agradecimento, o príncipe falou sobre jovens que sofrem bullying e destacou como isso ainda é problemático em pleno 2017

Em uma cerimônia que celebra os aliados da causa LGBT, o príncipe William recebeu o prêmio Celebrity Straight Ally of the Year (Celebridade Heterossexual Aliada do ano, em tradução lvire)”. Entre os concorrentes estavam os cantores Annie Lenoxx e Macklemore e a autora de Harry Potter, J.K. Rowling.

Leia também: Homem recebe desculpas do governo 43 anos após condenação por ser gay

Príncipe William foi eleito o aliado LGBT do ano
shutterstock
Príncipe William foi eleito o aliado LGBT do ano

Em um vídeo em que agradece o prêmio,  príncipe William disse que ninguém deve ser intimidado por sua sexualidade e que é muito importante estar orgulhoso da pessoa que você é.

“Nos últimos anos, eu me apaixonei pelo que podemos fazer para proteger as pessoas contra o bullying, particularmente on-line”, afirmou William. “Encontrei várias histórias trágicas sobre jovens LGBT que infelizmente se sentiram incapazes de lidar com o abuso e a discriminação que enfrentam em suas vidas. É 2017, e ninguém deve ser intimidado por sua sexualidade, ou por qualquer outra razão.”

Leia também: Organização LGBT faz campanha para pedir gênero "X" em passaporte

Capa de revista gay

Não é a primeira vez que o príncipe aparece ao lado da comunidade LGBT. Em junho de 2016, ele foi o primeiro membro da família real a estampar a capa de uma revista gay, a Attitude. Na edição, o príncipe discutiu a homofobia, bifobia, ofensas transfóbicas e que efeitos isso gerava para a saúde mental.

“Os jovens gays, lésbicas e transexuais que eu conheci através da Attitude são realmente corajosos para falar e dar esperança para as pessoas que estão passando por uma terrível intimidação agora”, disse William para a revista. "O que eu diria para o jovem leitor que está sendo maltratado por sua sexualidade? Não tolere em silêncio - fale com um adulto confiável, um amigo, um professor, o Childline (serviço do Reino Unido de aconselhamento para jovens), o Prêmio Diana (organização para jovens de combate o bullying) ou outro serviço que possa providenciar a ajuda que você precisa."

Leia também: Pesquisa revela que 21% dos britânicos recusariam convite para casamento gay

“Seu senso de força e otimismo devem nos dar todo o encorajamento para enfrentar o bullying onde quer que nós o vemos. Você deve estar orgulhoso da pessoa que você é e você não tem nada do que se envergonhar”, afirmou o Príncipe William.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.