Tamanho do texto

Charity Turner e Phoebe Cox estavam se casando quando o avô de uma delas faleceu na Austrália, fazendo com que as duas voltassem ao país de origem

As australianas Charity Turner e Phoebe Cox sonhavam com o dia do próprio casamento, mas não conseguiriam fazer isso legalmente na Austrália. O casal de lésbicas foi, então, até a Nova Zelândia para se casar em uma cerimônia com 70 amigos e familiares.

Leia também: 5 ideias de fantasias de casal para lésbicas

O casal de lésbicas estava celebrando o casamento quando o avô de uma delas faleceu na Austrália
Reprodução/Daily Mail
O casal de lésbicas estava celebrando o casamento quando o avô de uma delas faleceu na Austrália


Entretanto,  o dia que tinha tudo para ser feliz virou uma tragédia: o avô de Phoebe, que não pôde fazer a viagem, morreu enquanto o casal de lésbicas celebrava o casamento. De acordo com o site "Daily Mail", elas nem chegaram a ir para a lua-de-mel porque precisaram voltar para a casa a tempo de ir ao enterro do avô.

Casamento legal

Como a Austrália ainda não mudou a lei sobre casamentos entre pessoas do mesmo sexo, muitos casais estão sendo forçados a viajar para o exterior como alternativa. “Escolhemos a Nova Zelândia porque era o país mais próximo que tinha cerimônias legais de casamento entre pessoas do mesmo sexo", disse Charity. “Foi incrível a quantidade de apoio que recebemos, mas casar no exterior significava que meus avós idosos não poderiam ir”.

Leia também: Vizinhos apoiam casal de mulheres que tiveram a casa atacada

A história das duas amadas comoveu muita gente pelo país após elas participarem de um programa de TV. Amigos e outros moradores passaram a entrar em contato com políticos pedindo a liberação do casamento entre pessoas do mesmo sexo, além de iniciarem uma campanha a favor da medida.

Charity e Phoebe na TV

O casal, que apareceu no programa Bride and Prejudice (Noiva e Preconceito), organizou seu casamento em apenas seis semanas. "Inicialmente, nos disseram que seria uma série documental sobre relações diversas", afirmou Charity. "E mesmo que isso obrigasse a tornar nossa vida privada em pública para mostrar algumas das lutas que um casal do mesmo sexo pode ter quando o tema do casamento é abordado, nós só queriamos continuar o diálogo.”

Leia também: O casal pioneiro de lésbicas que se casou há mais de um século na Europa

Charity explica que elas pretendiam mostrar que eram um casal de lésbicas normal, assim como qualquer outro casal heterossexual, nada estereotipado.  Além disso, as duas queriam incentiver outros casais homossexuais a “procurar apoio e encorajamento".

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.