Tamanho do texto

O casal de mulheres não tinha interesse em encontrar um doador de esperma anônimo e encontrou o homem ideal para isso em um grupo do Facebook

Casar e ter filhos é o plano de muitas famílias. Laura Costello, de 28 anos, e esposa, Amy, de 31, estavam juntas há dez anos antes de decidirem se casar. Conversando sobre o desejo de formar uma família , o casal percebeu que precisava de um detalhe importante: um doador de esperma.

Leia também: Após tratamento, casal de lésbicas divide a tarefa de amamentar filha

Amy e Laura encontraram doador de esperma em um grupo do Facebook
The Sun
Amy e Laura encontraram doador de esperma em um grupo do Facebook

O casal começou a pesquisar suas opções, mas não gostou da ideia de buscar um doador anônimo de esperma em uma lista, além de não poder pagar as 3 mil libras, equivalente a R$12.000,00,  em uma clínica de fertilidade.

“Comecei a participar de fóruns e sugeriram que eu entrasse em um dos muitos grupos de doadores de esperma no Facebook”, conta Laura ao "The Sun". Por que não tentar?

Anúncio nas redes sociais

Amy e Laura espalharam anúncios nesses grupos.  O texto do casal dizia “Olá. Nós somos Laura e Amy, um casal do mesmo sexo de Londres. Nós temos bons empregos e uma casa adorável. Estamos procurando por um doador de esperma para ajudar a completar nossa família. Você pode ajudar?”.

Elas tiveram muitas respostas, mas nenhuma era o que elas estavam procurando. “Os homens pareciam estranhos. Teve um que insistiu que ele doaria esperma ‘do jeito natural por razões de segurança’ e outros que queriam ser pagos, o que nós consideramos antiético”, diz Laura. Elas queriam alguém que doasse esperma por altruísmo e não por dinheiro.

Doador ideal

Laura continuou buscando pelo doador ideal. “Eu adorava a ideia de que se a gente achasse o cara certo, eu saberia mais do que só o seu tipo sanguíneo e a cor do olho. Quando nossa criança nascesse e fizesse perguntas sobre ele, eu queria ser capaz de respondê-las”

Quando elas estavam prestes a perder a esperança, receberam uma mensagem de um homem chamado George.  “Ele foi nosso super-herói. Alguma coisa nele pareceu mais genuína do que em qualquer outro cara com quem nós conversamos”, afirma Laura. Ele disse que queria saber mais sobre as duas antes do processo de inseminação, assim como elas queriam saber mais sobre ele.

Leia também: Transexual se prepara para congelar esperma e ser mãe após operação de sexo

A filha Eden nasceu em dezembro de 2015
The Sun
A filha Eden nasceu em dezembro de 2015


Depois de uma conversa online, o trio se conheceu pessoalmente. George explicou que não queria nenhum tipo de pagamento e nem ter algum envolvimento na vida da criança , mas, ainda assim, ficaria em contato no caso de a criança querer conhecê-lo algum dia.

24 tentativas

Assim que decidiram seguir em frente com o processo, George foi ao banheiro da casa delas e deixou a amostra de esperma em um pote. Então, era a vez de Laura fazer a aplicação com uma seringa.

Infelizmente, o processo não deu certo de cara e foram necessárias 24 tentativas em dois anos para um resultado positivo. Laura e Amy ficaram com medo de que George desistisse, mas ele não reclamou nenhuma vez e ainda disse que faria quantas vezes fosse necessário.

Leia também: Dia da Mulher: 10 lésbicas famosas que fazem a diferença na comunidade LGBT

Laura engravidou em março de 2015 e a filha do casal, Eden, nasceu em dezembro. “Um dia, eu apresentarei a Eden para o George e direi que ele é a pessoa que nos ajudou a fazê-la. Ela é nosso presente de um super-herói”, afirma Laura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.