Tamanho do texto

E mais: estaria consumo de pornografia lésbica relacionado com a violência contra esta parcela da comunidade LGBT?

Segundo contagem de dados do site pornográfico PornHub, 2016 foi o segundo ano seguido em que pornografia lésbica foi a categoria mais buscada no mundo. No Brasil, a categoria também aparece em primeiro, seguida por "anal" e "adolescente".

Leia mais: Qual é a importância de se assumir gay, lésbica ou bissexual publicamente?

Como população masculina é responsável por 67% dos acessos ao site, fica a pergunta: por que homens consomem tanta pornografia lésbica ? Será que essa demanda gera impactos na maneira como esses homens lidam com mulheres lésbicas na vida real?

Por que homens consomem pornografia lésbica?
shutterstock
Por que homens consomem pornografia lésbica?

Para a psicóloga Cyntia Beltrão, é uma questão de "se imaginar sendo desejado por mulheres inalcançáveis". "Veja que muita dessa pornografia tem a presença de objetos sexuais; dildos, brinquedos sexuais fálicos", ela aponta. Este uso, segundo Beltrão, permite ao homem fantasiar a presença dele ali e também atua para mostrar que "a sexualidade é toda heterocentrada, mesmo entre as lésbicas". 

"A partir do momento que o homem vê as mulheres lésbicas se utilizando de cintas, strap-on, ele passa a achar que elas realmente precisariam de um homem, porque ele é o detentor do pênis", complementa a jornalista Carol Patrocínio, que trabalha com assuntos ligados a violência de gênero há uma década.

Leia mais: Mulheres lésbicas estão EXAUSTAS de ouvir certos comentários

Gráfico relacionando termos mais buscados no país
iG Arte/PornHub
Gráfico relacionando termos mais buscados no país

Sobre as possíveis consequências deste consumo, Beltrão afirma que "tudo o que é mantido neste campo do imaginário, sem passar para a realidade das relações, pode ser complicado". Essa idealização não pertence ao plano real, visto que "a mulher lésbica real é muito diferente e realmente não vai aceitar as investidas desse homem". Tal desacordo entre a fantasia e a realidade é recebido de maneira negativa pelo consumidor, que pode reagir de maneira violenta.

Patrocínio ressalta que "o excitante é diferente do correto". Por mais que assistir a duas mulheres em uma relação sexual seja interessante, ainda é errado, sob o olhar do homem heterossexual. "Veja que o estupro de mulheres lésbicas geralmente está associado à ideia de correção", lembra Beltrão.

Leia mais: "Sapatão não é uma ofensa", diz ativista lésbica Rute Alonso

Isso não significa que todos os consumidores desta categoria de pornografia venham a ser violentos frente a mulheres lésbicas, afirma a psicóloga. "Não digo que todo homem que consome pornografia lésbica será um agressor, mas manter a lesbiandade num nível de fantasia certamente não ajuda na aceitação das lésbicas reais", conclui. 

Beltrão ressalta que essas colocações são análises e hipóteses, visto que não há dados confiáveis sobre o tema. Ela ressalta a importância de produção de conteúdo e pequisa sobre este assunto, "já que este consumo de pornografia lésbica pode estar relacionado à violência contra mulheres lésbicas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.