Tamanho do texto

Mercado já conta com lojas por e para mulheres lésbicas. Veja o que faz mais sucesso quando se fala na busca por prazer e diversão nessa relação

Não dá pra determinar quais brinquedos eróticos são feito exclusivamente para lésbicas. Mas elas ganham cada vez mais espaço no mercado e têm lojas direcionadas para o prazer em uma relação entre duas mulheres. 

Leia também: 30 posições sexuais para lésbicas

Conversamos com as empresárias Verônica, 29 anos, e Márcia, de 32, para saber quais brinquedos eróticos que fazem mais sucesso com o público lésbico. 

Um cartaz da sex shop TheLvibe pedindo por um dos brinquedos eróticos mais famosos
Ricardo Ramos
Um cartaz da sex shop TheLvibe pedindo por um dos brinquedos eróticos mais famosos


Confira a lista com o top 5 da loja das empresárias:

Os 5 produtos mais vendidos

1 - Cinta com Prótese Articulada

A cinta é um brinquedo erótico difícil de encontrar com qualidade no mercado
TheLvibe
A cinta é um brinquedo erótico difícil de encontrar com qualidade no mercado

“É um produto muito procurado por lésbicas, e é um produto muito difícil de ser encontrado com qualidade no mercado. Muitas vezes parece que o produto foi desenvolvido por uma pessoa que nunca usou uma cinta. Materiais que machucam, modelos com medidas muito pequenas, próteses que se soltam durante o uso, preços altos...", explicam as empresárias. 

Leia também: Jovens buscam financiamento para república que sonha tirar pessoas LGBT das ruas

"Esse modelo é um grande sucesso na loja porque a cinta é bastante confortável, tem regulagem, anéis de segurança e botões de pressão que prendem bem a prótese. E essa prótese possui articulações internas, como vértebras, que proporcionam muitos movimentos maravilhosos durante o uso", completam. 

2 - Vibrador Rabbit Jack

O produto erótico favorito da telinha!
TheLvibe
O produto erótico favorito da telinha!

“O modelo mais democrático do mercado. É ótimo para penetração e/ou estímulo clitoriano. Mundialmente famoso por causa do seriado 'Sex and the City' e por atender as preferências mais variadas. As orelhinhas do coelho são uma loucura de vibração. Temos modelos a pilha e recarregáveis via USB.”

3 - Vibrador Magic Wand

Versão comercializada pelas empresárias é menor e mais em conta que a original
TheLvibe
Versão comercializada pelas empresárias é menor e mais em conta que a original

“Ideal para estímulo clitoriano, sua principal característica é ser muito potente. É uma versão de um modelo chamado Hitachi, muito conhecido por suas aparições em filme porno. Vibra tanto, mas tanto, que até parece magia, mas é tecnologia mesmo". 

4 - Anel Vibratório

Subvertendo o uso de produtos para o prazer da mulher
TheLvibe
Subvertendo o uso de produtos para o prazer da mulher

“Um dos produtos mais vendidos do mercado. É conhecido como anel peniano. E sim, muito vendido para lésbicas: você pode substituir o pênis por dedos (muito melhor, dizem por aí). Durante a penetração, o vibrador estimula o clitóris.”

5 - Gel "Vibrador" com Jambu

Um gel vibratório para as preliminares e o que mais a imaginação deixar
TheLvibe
Um gel vibratório para as preliminares e o que mais a imaginação deixar

“O sucesso do momento no mercado. Os modelos são feitos à base do extrato de jambu, aquela planta do Norte muito utilizada na culinária. Ela dá uma sensação de vibração na boca e em zonas erógenas. São ideais para preliminares, sexo oral... Os sabores são varaidos, como os de laranja e morango da foto.”

○  8 momentos marcantes (e polêmicos) em que o beijo lésbico figurou na telinha

Mercado para lésbicas

Verônica e Márcia são ex-namoradas e fundaram a loja há 5 anos. As dificuldades de comprar brinquedos eróticos nos modelos de sex shops tradicionais motivaram as sócias a pensar em algo novo. “As lojas online nos deixavam com muitas dúvidas quanto às propriedades dos produtos, como medidas, funções; as lojas físicas apresentavam muitos produtos de qualidade extremamente questionável a preços muito altos; o atendimento pessoal e online parecia não saber conversar com a gente, era sempre uma ideia de sexo muito heteronormativa em toda a comunicação”, recorda Márcia, publicitária que dedica seu tempo integral à sex shop.

Um mês após o término do namoro entre elas, Márcia e Verônica, que atua na área da computação, abriram a TheLvibe. O nome é inspirado na série "TheLword", que retrata a vida de um grupo de mulheres lésbicas e bissexuais.

“Nossa proposta é oferecer um atendimento feito por e para lésbicas, o que oferece a sensação de pertencimento e entendimento, e promover a visibilidade lésbica”, contam as sócias. Para tal, é fundamental que sejam elas, mulheres lésbicas, conversando com quem consome os produtos eróticos da loja.

Leia também: Mulheres que deixaram relações héterossexuais por amor lésbico

Para elas, deveriam existir mais empreendimentos cujo público alvo são mulheres lésbicas. “Infelizmente vivemos em uma sociedade muito machista e conservadora. O preconceito, a ignorância e a violência são muito presentes na vida de todas as minorias, na vida das mulheres lésbicas”, afirmam as sócias da loja de brinquedos eróticos e mais acessórios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.