Tamanho do texto

Ação realizada pelo iGay luta contra o preconceito a travestis e transexuais

Luiza Coppieters é professora de filosofia e diz ter sido expulsa de escola por ser transexual
Reprodução/Facebook
Luiza Coppieters é professora de filosofia e diz ter sido expulsa de escola por ser transexual

Dia 29 de Janeiro comemora-se o dia da Visibilidade Trans e o iGay lançou a ação “A transfobia é…” no início do mês, com o objetivo de  combater o preconceito a população trans.

Os internautas publicaram fotos com a hashtag #atransfobiaé e mostraram o que ela representa para as pessoas que sofrem o preconceito diariamente.

Mandy Candy é youtuber e participou da campanha no Facebook e Twitter
Reprodução/Twitter
Mandy Candy é youtuber e participou da campanha no Facebook e Twitter

Dentre os participantes, está Mandy Candy, uma mulher transexual que fala sobre relacionamentos, transição de sexo e responde a dúvidas no seu canal do youtube .

Luiza Coppieters, professora que diz ter sido expulsa de uma escola em São Paulo por ser transexual, também participou da campanha. No Facebook, ela publicou a imagem dizendo que a transfobia é "violência."

O cineasta Lufe Steffen, autor do livro “O Cinema que Ousa Dizer seu Nome”, também participou da campanha. Para ele, a transfobia é "burrice, retrocesso, feia."

Lufe Steffen reuniu 23 entrevistas com cinegrafistas e autores no livro “O Cinema que Ousa Dizer seu Nome”
Reprodução
Lufe Steffen reuniu 23 entrevistas com cinegrafistas e autores no livro “O Cinema que Ousa Dizer seu Nome”

+ Leia tambémCineasta lança livro com produções LGBT brasileiras dos últimos 20 anos

Marcell Filgueiras e Renato Plotegher, do canal "Chá dos 5", utilizaram o Facebook para se mostrarem contra a transfobia. " Você não precisa ser transexual para defender esta causa. Se for para ter fobia, que seja fobia de violência!", publicaram.

Marcell Filgueiras e Renato Plotegher, do canal
Reprodução
Marcell Filgueiras e Renato Plotegher, do canal "Chá dos 5"

+ Leia também:  5 youtubers LGBT que você deve começar a seguir

No Twitter, os internautas também participaram da campanha com textos contra a transfobia.

Para participar da campanha basta publicar uma foto no Facebook, Twitter ou Instagram com a hashtag #atransfobiaé e dizer o que ela representa para você.

Confira a galeria com as fotos dos participantes;

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS DO IGAY

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.