Tamanho do texto

Tudo o que o par gostaria era viver o amor, cheio de afeto e desejo, sem o preconceito que a sabedoria muitas vezes impõe

O livro é mais que uma história de homofobia, relata a cultura da região amazônica e o folclore que lá se encontra
Diuvlgação
O livro é mais que uma história de homofobia, relata a cultura da região amazônica e o folclore que lá se encontra

No caminho da ética da diversidade e crítica sociopolítica, Salomão Larêdo lança o 40º livro e chama atenção para as fobias e todos os traumas causados pelo preconceito contra o estilo de vida de cada um.

Olho de Boto ” relata como um casal gay quebra paradigmas impostos pela sociedade, na década de 60, em plena ditadura militar. Segundo a mitologia amazônica, o olhar do boto é o olhar da sedução, do amor que uma pessoa tem pelo outro.

+ 10 filmes e séries com temática LGBT para assistir na Netflix

O livro critica a incompreensão e a violência comuns numa terra tão afastada da civilização"

O autor conta a história de um romance homoafetivo baseado em fatos reais e evidencia o amor de todas as coisas.

Desconstruindo esse conto amazônico, o livro constrói um panorama real, ácido e triste do Brasil. Tudo o que o par gostaria era viver o amor, cheio de afeto e desejo, sem o preconceito que a sabedoria muitas vezes impõe.

O romance segue o rumo do casal até a luta para se casarem. Pajés são convocados para realizar a metamorfose e transformar em mulher a noiva que, junto com o noivo, passam por inúmeras dificuldades, incitamentos, provações e provocações dos curiosos que enchem as ruas de Incha para prosseguir no sarro, na gozação.

"Olho de Boto" é mais que uma história de homofobia, relata a cultura da região amazônica e o folclore que lá se encontra. O livro critica a incompreensão e a violência comuns numa terra tão afastada da civilização.

Sobre o autor

Salomão Larêdo  é autor de diversas obras, incluindo romances, contos e poesias. Com seu estilo, o paraense envolve o leitor no imaginário amazônico, revelando todas as suas belezas e idiossincrasias.  “Olho de boto”  é a  quadragésima obra publicada pelo autor, que já recebeu prêmios por todo o país, incluindo o Monteiro Lobato da União Brasileira de Escritores, pelo livro Sarrabulho.

    Leia tudo sobre: Gay
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.