Tamanho do texto

Inovadores no mercado publicitário, comerciais incluíram casais homoafetivos e abordaram a diversidade sexual e de gênero; reveja abaixo

Comercial de O Boticário mostrou casais homoafetivos no dia dos namorados
Reprodução/Youtube
Comercial de O Boticário mostrou casais homoafetivos no dia dos namorados


O combate ao preconceito contra a comunidade LGBT motivou empresas a inovarem nas propagandas e comerciais durante o ano de 2015. Os debates que envolvem direitos sociais e formação de família saíram do papel e foram parar na televisão e internet, para conscientizar e informar a sociedade.

Mas nem todos aprovaram a novidade e, como sempre em tudo o que envolve a diversidade sexual e de gênero, as inciativas foram alvos de algumas críticas e reclamações.

Foi o que aconteceu com o comercial de O Boticário de dia dos namorados. A empresa incluiu casais homossexuais em sua campanha e foi alvo de críticas e reclamações logo após a divulgação.

Alguns consumidores argumentaram que o comercial desrespeita a constituição da família brasileira, ou seja, união entre homem e mulher.

+ A vida secreta dos héteros que fazem filmes pornô gay

A campanha "Pense menos, ame mais", do Sonho de Valsa, lançada em outubro, foi além ao mostrar o beijo entre duas mulheres e outros casais heterossexuais.

Alguns consumidores reclamaram e enviaram solicitações ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) para suspender a propaganda. O órgão arquivou o processo e destacou que não havia razões para qualquer tipo de restrição ao comercial.

"Nós sabemos como é ser do sexo masculino e feminino”, diz casal transgênero

A companhia aérea GOL incluiu, na homenagem de dia das mães, um casal gay que adotava uma criança de 5 anos.

No depoimento, o casal conta como foi o processo de adoção até o reconhecimento da criança como uma família.

A Magnum, por sua vez, incluiu transexuais e drag queens na sua campanha “Be True to Your Pleasure” (Seja verdadeiro com seu prazer).

Willam Belli, uma das atrizes convidadas, é drag queen e participou da quarta edição do programa americano RuPaul’s Drag Race, o que gerou mais visibilidade para o comercial.

+ Saiba como denunciar casos de homofobia no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.