Tamanho do texto

“Sou bichona de marca maior!”, diz o jovem em post no Facebook

O estudante de publicidade Ramon Habitsenther, de 21 anos, foi vítima de homofobia, na última quarta-feira (4). Ele teve o muro de casa pichado com a palabra "Bichona", como forma de ofensa ao homessexual. Porém, a resposta do garoto repercurtiu nas redes sociais.

Reprodução/Facebook
"Nunca vou fingir ser algo que não sou para ser aceito", diz o universitário que teve o muro de casa pichado

"Nunca fui de me abalar com o comentário das pessoas em relação à minha orientação sexual. Cresci ouvindo e vivendo coisas das piores espécies que qualquer ser humano pode ouvir por simplesmente ser quem eu era", começa o depoimento de Ramon.

Sou uma bichona de marca maior e não me envergonho nem um pouco disso

Ele diz que releva quando as ofensas são contra ele. "Dessa vez, foram além e expuseram toda minha família, família maravilhosa por sinal, que me respeita e me ama acima de qualquer coisa", afirma.

No relato, o jovem completa. "Não vou me calar em relação a isso e a nada mais. E a essas pessoas eu dou todo amor que tem dentro de mim e que falta nelas", finaliza.

O depoimento foi curtido mais de 30 mil vezes e conta com mais de três mil compartilhamentos. Nos comentários, os internautas apoiaram Ramon. "Texto muito lindo, o amor é livre, as pessoas vivem na hipocrisia e acham que todos tem que ser assim" e "Parabéns pela lição de moral que você deu nessas pessoas ignorantes", disseram.

Confira o depoimento do jovem na íntegra:

Nunca fui de me abalar com o comentário das pessoas em relação a minha orientação sexual, eu cresci ouvindo e vivendo...

Posted by Ramom Habitsenther on  Quarta, 4 de novembro de 2015


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.