Tamanho do texto

A capital da Catalunha tem todas as qualidades que os gays brasileiros buscam em um destino turístico: festas agitadas, bares com música boa e muito, mas muito homem bonito

Motivos para considerar Barcelona, na Espanha, uma das cidades mais gay-friendly da Europa não faltam: o sentimento de segurança nas ruas, as diversas opções de bares e baladas, um bairro inteiro recheado de estabelecimentos voltados para os LGBTs e, principalmente, a simpatia dos gays espanhóis com os turistas. Além disso, a cidade tem uma coisa que interessa especialmente aos brasileiros - o clima boêmio e tranquilo de uma cidade litorânea e cheia de vida.

Desde de 1º de outubro, a companhia aérea Tam começou a operar voo direto entre São Paulo e a capital da Catalunha, facilitando ainda mais a visitação dos brasileiros na região. As tarifas de ida e volta ficam a partir de R$ 2.891,46**. E para ajudar quem planeja viajar para a cidade, o iGay foi até lá e selecionou os seis lugares que todo homem gay deve conhecer em Barcelona; confira:

L'Eixample

Bairro Eixample, conhecido como 'gayxample', concentra estabelecimentos voltados para o público LGBT
Getty Images
Bairro Eixample, conhecido como 'gayxample', concentra estabelecimentos voltados para o público LGBT

A primeira coisa que todo turista gay tem de saber antes de ir à Barcelona é que a maioria dos bares e boates LGBTs fica concentrada em um único distrito da cidade, o Eixample. Então, se a sua ideia de viagem perfeita é curtir o dia tanto quanto a noite, a dica é tentar se hospedar em um dos vários hotéis e hostels localizados nessa região, ou nos distritos próximos, como Gracia, El Poble Sec e o famoso Bairro Gótico.

Apelidado carinhosamente de "Gayxample", o distrito é bastante central e o movimento de pessoas nas ruas é constante. Ao contrário do que acontece em outras cidades europeias, as baladas catalãs funcionam em um horário bastante parecido com o que estamos acostumados no Brasil - a pista só fica cheia por volta das 2h da manhã, e ir embora com o sol já raiando também é comum. Isso significa que você já pode esperar ver vários grupinhos de espanhóis lindos - e animadíssimos - andando pelas ruas do bairro durante a madrugada, dando a sensação de que a festa ali não tem hora para acabar - e por que teria?

Museum Bar

.
Divulgação
.

Uma boa pedida para fazer o famoso "esquenta" antes da balada é o bar Museum, em L'Eixample. Com uma decoração bastante divertida e retrô, o bar tem um público predominantemente masculino, com faixa etária entre 25 e 35 anos. Além de um pequeno lobby e um bar, há também uma pista ao fundo que toca o melhor da música pop. Ainda assim, o ambiente é perfeito para quem gosta de conhecer pessoas novas sem precisar ficar gritando para ser escutado. Outro ponto bastante positivo é a iluminação: os ambientes são claros, e você não vai precisar se esforçar para distinguir o rosto de ninguém ali dentro. Como ele abre cedo, a pegada do lugar é realmente mais tranquila do que uma balada, com um clima propício para conversar e beber entre amigos.

Preço: entrada gratuita
Horário: de segunda a domingo, das 18h30 às 3h
Localização: Carrer de Sepúlveda, 178

PopAir Party

.
Divulgação
.

Imagine um ponto de encontro de todos os gays fãs de super-heróis, espanhóis, barbados e modernos - pois é esse clima diversificado e superdivertido que marca a festa PopAir, que acontece mensalmente na Sala Tango, em L'Eixample. Com uma pista principal bastante grande (e lotada, diga-se de passagem), a festa reúne gays de todos os tipos, entre os jovens e os mais velhos, mas o que predonima mesmo são os ursos e barbudos! Sim, se você acha que homens de barba são sexy, esse é o lugar para você. A música também é bastante eclética, com DJs tocando desde ABBA e Guns N' Roses até Beyoncé e Nick Minaji. Como a festa reúne bastante gente, pode ser uma verdadeira luta conseguir um drinque no bar da pista, então o ideal é garantir sua bebida de consumação logo no bar da entrada.

Preço: € 15, com direito a uma bebida de consumação
Horário: mensalmente, de 0h às 6h
Localização: Carrer de la Diputació, 94

Metro Disco

.
Divulgação
.

Uma das baladas gays mais antigas de Barcelona, a Metro é também uma das maiores. Com duas pistas bem grandes e três bares, o local é uma boa pedida para quem não quer ouvir o mesmo tipo de música a noite inteira. Enquanto na pista principal a música eletrônica é a que comanda, na segunda pista você vai ouvir de Kylie Minogue até "O Show das Poderosas", da brasileiríssima Anitta. O clima de pegação é muito mais forte nessa balada do que nas outras do roteiro. Ou seja, se o seu objetivo é conhecer um catalão para chamar de seu, a Metro é um local propício para isso acontecer.

Preço: € 20, com direito a uma bebida de consumação
Horário: de domingo à quinta-feira, da 0h às 5h; e de sexta e sábado, da 0h às 06h
Localização: Carrer de Sepúlveda, 185

Sky Bar by Axel Hotel

.
Divulgação
.

O bar do hotel mais gay-friendly de Barcelona tornou-se um dos mais conhecidos entre os turistas que visitam a cidade, o que pode ser ruim para quem quer conhecer a população local, mas é ótimo para quem quer conhecer pessoas com os mais variados passaportes. Localizado no topo do hotel Axel, o Sky Bar abre todos os dias as portas para quem não é hóspede poder apreciar bons drinques à beira da piscina e com uma vista privilegiada da cidade. O público parece que saiu direto de um catálogo de cuecas Calvin Klein, o que pode parecer intimidador a príncipio, mas a simpatia e cortesia dos homens europeus derrubam qualquer insegurança que você possa ter ao entrar no local. O clima é mais calmo e reservado do que o de outros bares da região, então reserve a energia para a balada mais próxima e aproveite o Sky Bar para fazer um esquenta tranquilinho com os amigos.

Preço: entrada gratuita
Horário: todos os dias, das 18h à 1h30
Localização: Carrer de Aribau, 33

Praia Mar Bella

.
Reprodução/Flickr
.

Se tem uma coisa que brasileiro gosta é praia, e em Barcelona elas não deixam nada a desejar. Revitalizada durante as preparações para as Olimpíadas de 1992, a praia de Mar Bella, no norte da costa da cidade, é o ponto de encontro dos gays que curtem areia, mar e paquera. Assim como acontece no posto 9 de Ipanema, no Rio de Janeiro, a praia de Mar Bella concentra gays de todos os tipos, entre locais e turistas, com o objetivo comum de renovar o bronzeado, relaxar ao som do mar e, de quebra, conhecer gente bonita. É claro que, para quem quer curtir praia, o ideal é visitar a região entre os meses de abril e setembro, quando é primavera e verão no hemisfério Norte.

Localização: para chegar até a praia, a estação mais próxima de metrô é a Poblenou.

LEIA TAMBÉM
"Turismo gay não é só cruzeiro". Conheça o "Viaja, Bi!", site de viagens LGBTs
Associação Brasileira de Turismo GLS assina parceria com Delta Air Lines
São Paulo confirma vocação gayfriendly e é divulgada como destino turístico LGBT

*O repórter viajou a convite da TAM Linhas Aéreas e da Agência Catalã de Turismo
** Valor referente ao câmbio do dia 23/10

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.