Tamanho do texto

Depois de ter se assumido bissexual, a funkeira dona do hit "Parara Tibum" conta que é mais prestigiada pelo público GLS

Nesta quinta-feira (27), durante a gravação de um programa de TV em Osasco, São Paulo, a funkeira Tati Zaqui revelou que o assédio por parte de mulheres aumentou depois que assumiu ser bissexual à revista "Playboy", na qual estampou a capa da edição de julho desse ano.

Leia também:  15 frases que todo bissexual já está cansado de escutar

Tati Zaqui afirmou em programa de TV que o assédio de mulheres aumentou depois de ter assumido a bissexualidade
Divulgação/Eduardo Grabosk
Tati Zaqui afirmou em programa de TV que o assédio de mulheres aumentou depois de ter assumido a bissexualidade

“Nos meus shows só tem meninas na primeira fila, fico só de olho”, disse aos risos para a apresentadora Júlia Garcia. “O público GLS cresceu muito nas minhas apresentações e acho isso incrível”, completou a cantora dona de cabelos azuis.

Tati aproveitou ainda para revelar que não é fissurada em sexo como as pessoas costumam pensar e que, na verdade, é bem reservada: “Quando disse que era bissexual, as pessoas já pensaram que era bagunçada a coisa. E não é assim!”. 


Veja mais do iGay:

“Todas as pessoas do mundo são bissexuais”, diz autor de “Amor à Vida”

Cara Delevigne, a modelo bissexual que conquista passarelas, homens e mulheres

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.