Tamanho do texto

Raffi Freedman-Gurspan tomou posse para trabalhar como diretora de Recursos Humanos

Raffi Freedman-Gurspan é a primeira transexual a trabalhar na Casa Branca
AP
Raffi Freedman-Gurspan é a primeira transexual a trabalhar na Casa Branca

O governo dos Estados Unidos contratou, pela primeira vez na história da administração da Casa Branca, uma transexual para o trabalho. O anúncio foi feito nessa terça-feira (18), depois que Raffi Freedman-Gurspan tomou posse para trabalhar como diretora de Recursos Humanos da Casa Branca.

Raffi Freedman-Gurspan é uma antiga ativista em defesa da igualdade de gênero. Ela era assessora política do Centro Nacional para Igualdade de Gênero.

Valerie Jarrett, uma das assessoras do presidente Barack Obama, ressaltou que a nova funcionária sempre trabalhou em defesa dos transexuais norte-americanos.

Líderes e defensores comemoram a decisão do governo em entrevistas e postagens nas redes sociais. A diretora do centro em que Raffi trabalhava, Mara Keisling, disse que a atitude da atual administração demonstra o compromisso que Obama busca em sua gestão. “E é muito significativo que a primeira pessoa transgênero nomeada para um cargo na Casa Branca seja uma mulher negra”, afirmou Mara.

A imprensa norte-americana repercutiu a nomeação sobre a decisão de Obama. Nas redes sociais, a nomeação de Raffi também provocou um debate entre os internautas. Vários apoiaram a medida e elogiaram o governo. Outros, entretanto, criticaram a contratação.

Há um ano, o presidente Barack Obama aumentou a luta contra a discriminação no trabalho e obrigou as administrações federais a proteger informações dos funcionários, principalmente cor, origem, religião, sexo, deficiência e orientação sexual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.