Tamanho do texto

Em sua conta no Instagram, Janae se descreve como uma "lésbica transgênero macho/fêmea alfa em um corpo masculino" e diz que se assumir trans pode ser perigoso

A transexual Janae Marie Kroc é recordista mundial de halterofilismo
Reprodução/Instagram
A transexual Janae Marie Kroc é recordista mundial de halterofilismo

A recordista mundial de halterofilismo Janae Marie Kroc, conhecida anteriormente como Matt 'Kroc' Kroczaleski, se assumiu transexual há mais de um ano. Em sua conta no Instagram, Janae se descreve como uma "Lésbica transgênero macho/fêmea alfa em um corpo masculino". No entanto, foi apenas nesta semana que a atleta se pronunciou sobre a transição em uma nota pública.

"Ser um macho alfa e transgênero definitivamente faz de mim única mesmo dentro da comunidade trans", escreveu. "Os testes de identidade de gênero e personalidade que já fiz em um esforço de me entender melhor sempre indicaram que eu sou hipermasculina e hiperfeminina. O que eu tenho que fazer exatamente para ficar em paz comigo mesma é algo que ainda não tenho 100% de certeza."

Segundo ela, o processo de transição é bastante difícil, ainda mais em idade adulta - ela tem 42 anos -, e viver como uma mulher trans que é honesta sobre sua situação é também muito difícil e pode ser perigoso.

"Eu sou uma pessoa muito realista e não acho que a transição vai magicamente resolver todos os meus problemas sem criar novos desafios. Qualquer caminho que eu escolha requer sacrifícios", conclui.

Ex-soldado, Kroc agora compete em campeonatos de levantamento de peso e de halterofilismo, se tornando em 2009 a recordista mundial de levantamento de peso na categoria de 100 quilos.

VEJA TAMBÉM
Em reality show, Caitlyn Jenner revela já ter pensado em suicídio
Spray de pimenta e espancamento: veja como casal gay é tratado na Ucrânia
Iraquiano gay relata como escapou de ser atirado de prédio pelo 'EI'

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.