Tamanho do texto

O casamento gay já era aprovado em 36 estados norte-americanos e também no Distrito de Columbia

AP

Ativista com bandeira em apoio ao casamento gay em Washington, nos EUA
AP
Ativista com bandeira em apoio ao casamento gay em Washington, nos EUA

A Suprema Corte dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira (26) o casamento entre pessoas do mesmo sexo para o país inteiro. Com a decisão, nenhum dos 51 estados poderá proibir o casamento gay. O casamento gay já era aprovado em 36 estados norte-americanos e também no Distrito de Columbia.

A decisão veio quase dois anos após o Juiz Associado da Suprema Corte, Anthony Kennedy, revogar a lei federal de proibição do casamento gay, conhecida como DOMA.

"Nenhuma união é mais profunda do que o casamento", escreveu Kennedy, apoiado por outros quatro juizes liberais.

A lei, no entanto, não tem efeito imediato, pois ainda há um período de três semanas para que a oposição peça a reconsideração da decisão dos juizes. Porém, alguns oficiais de estado consideram que o risco de a lei ser revogada é pequeno.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comemorou nas redes sociais a decisão da Suprema Corte, dizendo que esse é "um grande passo rumo à igualdade".

"Os casais de gays e de lésbicas têm agora o direito de se casar, como qualquer outro. #LoveWins (o amor vence)", postou o presidente no Twitter.

Estima-se que há cerca de 390 mil casais do mesmo sexo casados nos Estados Unidos, de acordo com o Instituto Williams, da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, que analisa a demografia dos gays e lésbicas norte-americanos.

Outros 70 mil casais que vivem em estados que proíbem o casamento gay disseram, em entrevista, que se casariam nos próximos três anos. Segundo a pesquisa, há cerca de um milhão de casais do mesmo sexo, casados ou não, vivendo juntos no país.

Veja 30 motivos para ser a favor do casamento gay:


LEIA TAMBÉM
Irlanda aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo
Quase um terço do mundo vive em países que criminalizam a homossexualidade
Cartório que se recusar a realizar casamento gay pode ser fechado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.