Tamanho do texto

Fotógrafo norte-americano passou três anos registrando gays de Nova York em cenas cotidianas de intimidade. O resultado está em uma série de projetos com imagens tocantes, veja

Nada como o olhar apurado de um fotógrafo para revelar a beleza e a pureza da intimidade de um relacionamento amoroso. E o norte-americano Matthew Morrocco, de 25 anos, escolheu as relações homossexuais para ilustrar seus projetos "Self portrait with X", "The portrait series", "Berlin series" e "Home portraits".

Em entrevista ao iGay , Matthew conta que os protagonistas de seus ensaios - sempre homens gays - são pessoas que ele conheceu pela internet ou então nas ruas de Manhattan, nos EUA, onde ele vive.

Veja os ensaios lindos e delicados de Morroco:


"Eu queria enfatizar a importância de relacionamentos entre pessoas de gerações e léxicos históricos diferentes para contar histórias contemporâneas", diz ele sobre o próprio trabalho.

Matthew começou a fotografar homossexuais há cerca de três anos, enquanto caminhava pelas ruas de seu bairro.

"Eu os escolho baseado no olhar. Há um brilho inegável nos olhos deles e é isso o que eu procuro".

O fotógrafo diz não ver diferença entre a intimidade dos gays em relação às outras orientações sexuais, mas admite que a cultura que cerca a intimidade gay é diferente:

"Nos relacionamentos gays, a intimidade tem uma nuance sútil, que os heterossexuais não conseguem traduzir", conclui.

* Com Murilo Aguiar

Leia mais no iGay

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.