Tamanho do texto

A transgênera norte-americana lançou novas contas nas redes sociais com a identidade atual nesta segunda-feira

Perfil automático @she_not_he usa um algoritmo que corrige usuários que optarem (em inglês) pelo pronome masculino em tuítes sobre Jenner
Reprodução BBC
Perfil automático @she_not_he usa um algoritmo que corrige usuários que optarem (em inglês) pelo pronome masculino em tuítes sobre Jenner

"Eu sou um robô que educadamente corrige usuários do Twitter que erram o gênero de Caitlyn Jenner em seus tuítes. Eu posso cometer erros lendo seu tuíte! Sou só humano (só que não)."

Assim se apresenta o perfil @she_not_he  ("ela, não ele"), que até o fechamento desta reportagem já havia corrigido 1311 tuítes que se referiram a Janner pelo gênero masculino - e o número não para de crescer.

Além de estampar a capa da revista Vanity Fair com a frase "Me chame de Caitlyn Jenner", a transgênera norte-americana lançou novas contas nas redes sociais com a identidade atual nesta segunda-feira.

A exemplo da enteada Kim Kardashian, com quem divide holofotes em um reality show na TV americana, a nova Jenner também "quebrou a internet": alcançou um milhão de seguidores no Twitter em quatro horas, quebrando um recorde que até então era de Barack Obama .

Reprodução BBC
"Quando Bruce Jenner revelou que ele agora é Caitlyn", diz o tweet original, respondido em seguida: "Beepbopbeep! É ela, não ele".

Desde então, o perfil automático @shenothe usa um algoritmo que corrige usuários que optarem (em inglês) pelo pronome masculino em tuítes sobre Jenner. Seus alvos vão desde pessoas que cometem erros genuínos a usuários que têm feito piadas maliciosas.

Sempre que identifica a palavra "ele" associada a Caitlyn, o robô responde ao usuário com uma piadinha seguida do bordão: "É ela, não ele".

A BBC Brasil procurou seu nome no mais tradicional site sobre origens de nomes do mundo e, sim, Cailtyn é um nome feminino.

Kardashians

Em abril, Jenner tornou sua transexualidade pública. Nos últimos anos, sua persona masculina - Bruce Jenner - ficou famosa pela participação no reality show estrelado por suas filhas adotivas, Keeping Up with the Kardashians.

"Estou tão feliz depois dessa longa jornada para viver quem eu realmente sou. Bem-vinda ao mundo, Caitlyn" foi seu primeiro tuíte.

Reprodução BBC
"Bruce Jenner merece compaixão, não incentivo. Ele está confuso, não corajoso. Ele precisa de nossas orações, não nosso louvor" - tweet também foi respondido

A foto da capa da revista Vanity Fair, tirada pela consagrada fotógrafa Annie Leibovitz, é parte de um especial em que Jenner fala sobre sua transição de gênero e sobre como foi a reação de sua família.

Em um longa entrevista, ela descreve o "carrossel de emoções" que vem vivendo desde que decidiu mudar de sexo. "Se estivesse em meu leito de morte e tivesse de manter esse segredo, estaria pensando: você desperdiçou toda a sua vida", disse.

Ainda com a identidade emasculina, Jenner foi casada com Kris Kardashian e participou do reality que tornou a família famosa. Kim Kardashian e outros familiares, assim como os filhos de Jenner, já haviam demonstrado apoio a Jenner em suas redes sociais.

"Seja feliz, fique orgulhoso, viva a vida do SEU jeito", tuitou Kim.

Jenner foi um campeão olímpico de atletismo nos anos 70, ganhando uma medalha de ouro na Olimpíada de Montreal (1976) no decatlon.

Foto da capa da nova edição da revista Vanity Fair, tirada pela consagrada fotógrafa Annie Leibovitz
Reprodução
Foto da capa da nova edição da revista Vanity Fair, tirada pela consagrada fotógrafa Annie Leibovitz


Leia mais no iGay

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.