Tamanho do texto

iGay seleciona os melhores filmes de temática LGBT da mostra paulistana, como o chileno “El Gran Circo Pobre de Timoteo” e o brasileiro “Tatuagem”

Para alegria dos cinéfilos, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa na próxima sexta-feira (18) repetindo a sua tradicional maratona de produções cinematográficas de todos os cantos do mundo. São 360 filmes em menos de 15 dias. Entre tantos longas, alguns dos mais interessantes são protagonizados por personagens LGBT, como é o caso de “El Gran Circo Pobre de Timóteo” , documentário que conta a história de um circo gay que existe há mais de 40 anos no Chile.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Além dessa produção de temática LGBT chilena, o iGay selecionou outros 11 títulos imperdíveis que estarão na Mostra Internacional. Alguns mostram o universo gay no Brasil e em países vizinhos, outros em realidades distantes da nossa, como é caso dos filmes que têm como cenário as Filipinas, Hong Kong e Marrocos.

Nesta terça-feira (15), os ingressos da 37º edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começam a ser vendidos. O site do evento disponibiliza quais são as salas e os horários de exibição dos filmes, assim como o preço dos ingressos.

Escolha o que mais te agrada na nossa seleção e divirta-se!

“Tatuagem” – Brasil
Não dá para começar essa seleção se não por um dos filmes mais esperados do ano, já premiado no Festival do Rio e em Gramado. Estreia na ficção do pernambucano Hilton Lacerda , “Tatuagem” monta um cenário de teatro do desbunde em pleno regime militar. O filme conta a história de amor entre um ator ( Irandhir Santos ) e um jovem militar ( Jesuíta Barbosa ). Premiado, o trabalho de interpretação desses dois protagonistas é algo extraordinário.

“Em nome de...” – Polônia
Vencedor maior da premiação gay do último Festival de Berlim, o Teddy Award, o filme polonês tem como protagonista um padre que usa o celibato para esconder sua homossexualidade. A situação se torna insustentável quando ele vai trabalhar em uma vila rural, onde conhece um jovem que lhe chama a atenção. Dirigido por Małgośka Szumowska , a mesma de "Elle", com Juliette Binoche .

“Caracóis na Chuva” - Israel e Espanha
Boaz é um rapaz bonito, de 25 anos, com uma namorada que o adora. Tudo caminha com tranquilidade em sua vida até que ele começa a receber cartas anônimas de um apaixonado admirador secreto. O problema é que o missivista está muito mais próximo do que ele suspeita. As correspondências fazem o protagonista questionar sua própria orientação sexual. Baseado em um conto do autor LGBT israelense Yossi Avni Levy .

“Duas Mães” – Alemanha
A história já é conhecida: casal de lésbicas deseja ter um filho, mas enfrenta dificuldades para encontrar um doador de esperma. A situação desconfortável coloca a relação das duas em xeque. Primeiro longa da diretora Anne Zohra Berrached .

“A Montanha Matterhorn” – Holanda
Prêmio de público no último Festival Internacional de Cinema de Rotterdam, o filme de Diederik Ebbinge não tem um princípio exatamente gay, mas traz em sua história a discussão sobre limites morais impostos pela sociedade. Tudo começa quando Fred, um viúvo bastante respeitado pela vizinhança, ‘adota’ um homem chamado Theo, que tem deficiência mental. Fred cria uma relação paternal com o rapaz. Mas tudo muda quando o 'filho' o pede em casamento.

Pelo Malo” - Venezuela
Dirigido por Mariana Rondón , o filme conta a história de um menino de nove anos que sonha se tornar uma estrela. Outro desejo dele é alisar os cabelos para aparecer na foto do álbum de formatura do colégio. O longa fez parte da seleção das últimas edições dos festivais de Toronto e Berlim.

“Exército da Salvação” - França e Marrocos
Abertamente gay, o diretor marroquino Abdellah Taïa faz uma autobiografia em duas partes. Na primeira, em Casablanca, um jovem vive uma relação difícil com seu pai enquanto tem relações sexuais com homens pelas ruas da cidade. Na segunda, dez anos depois, Abdellah vive com seu amante suíço, Jean. Ele deixa Marrocos e vai para Genebra, onde decide romper com Jean e começar uma nova vida, atuando no Exército da Salvação.

“Algo no Caminho” - Indonésia
Um taxista em Jakarta é viciado em sexo. Quando não está levando algum cliente em seu carro, ele passa o tempo todo se masturbando. Mas um dia, o protagonista se apaixona por uma jovem prostituta, que envolve também na relação o seu cafetão.

“El Gran Circo Pobre de Timoteo” - Chile e Argentina
Documentário divertido de Lorena Giachino sobre um circo gay que viaja pelo Chile há mais de 40 anos, tendo como grande atração um show de drag queens. Criado pelo lendário comediante Timoteo , a trupe circense se torna um refúgio para as comunidades gays das cidades que visita.

“Voyage” - Hong Kong
Com referências explícitas ao surrealismo, o filme relata a experiência de um jovem psiquiatra que grava histórias de pessoas que morreram prematuramente, numa tentativa de superar uma depressão.

Saiba sobre a mostra no Último Segundo 

“La Partida” – Espanha e Cuba
O longa retrata a paixão de dois jovens pobres cubanos que se apaixonam. Paralelamente, eles encontram maneiras nada ortodoxas de conseguir dinheiro. Um trabalha cobrando e batendo em pessoas endividadas. A prostituição nas ruas é a maneira do outro ganhar algum. Nesse jogo de sobrevivência, eles tentam resistir às imposições de suas famílias.

“Bwakaw” – Filipinas
Um velhinho birrento que só tem como companhia mais próxima o seu cachorro, chamado Bwakaw. Saindo do armário já na velhice, ele fica doente e é obrigado a buscar ajuda de outras pessoas para sair do seu isolamento social.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.