Tamanho do texto

Recém assumida como bi e autodefinida "curiosa sexualmente", a atriz latina que ficou conhecida por papeis de durona tem carreira certeira dedicada a blockbusters de ação

A atriz Michelle Rodriguez , 35, movimentou o mundo das celebridades na última semana ao revelar sua bissexualidade à revista norte-americana Entertainment Weekly. Nascida no Texas, viveu durante infância e adolescência na Republica Dominicana, país natal de sua mãe, e Porto Rico, onde seu pai nasceu. Na adolescência mudou-se definitivamente para os EUA, estabelecendo-se no estado de Nova Jersey.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Foi nessa época que deu as primeiras pistas da menina durona que virou sua marca registrada. Foi expulsa de cinco escolas e decidiu se dedicar à carreira de atriz após abandonar o curso superior de administração. Seu primeiro papel no cinema foi o da boxeadora Diana Guzman, no filme independente “Girl Fight” (2000), pelo qual foi indicada a vários prémios de atriz revelação. Seria o início de uma série de papeis de mulher forte e destemida.

Em 2001 interpretou Letty Ortiz no mega sucesso “Velozes e Furiosos”, ao lado do astro Vin Diesel . Publicações como a revista de celebridades americana  US Weekly afirmam que o casal inclusive teve um caso na vida real. Michelle reprisou o papel nas sequências “Velozes e Furiosos 4” e “Velozes e Furiosos 6”, e está também na novo longa da franquia, “Velozes e Furiosos 7”, que estreia em 2014.

MUSA DOS NERDS

Musa de jogadores de videogames, Michelle dublou vários deles, como “True Crime: Streets of LA”, “Driver 3” e “Halo 2”. Sua identificação com os jogos se deu em grande parte por seu desempenho como a caçadora de zumbis Rain no longa “Residente Evil – Hospede Maldito”, de 2001. A bem sucedida adaptação do jogo sobre um mundo infestado de zumbis rendeu sequências, incluindo “Residente Evil 5 – Retribuição”, em 2012, onde a atriz voltou a interpretar Rain.

A fama de durona estava estabelecida e vieram então os papeis nos filmes “A Onda dos Sonhos” (2002) e “S.W.A.T – Comando Especial” (2003), até que foi convidada a integrar o elenco da cultuada série “Lost” em 2005. Alguns contratempos também aconteceram na carreira da moça: após ser detida por dirigir alcoolizada no Havaí, onde era gravada a série, acabou sendo afastada e condenada a fazer trabalho comunitário. Em 2007 foi presa por descumprir as horas de trabalho que compunham a sua pena.

A pedidos dos fãs, participou de mais alguns episódios de "Lost", até o seu fim, em 2007. Em 2009 foi convidada pelo diretor James Camaron para integrar o elenco do blockbuster “Avatar”. À revista Entertainment Weekly, o diretor revelou que escreveu o papel da revoltada Trudy especialmente para ela e contou detalhes saborosoa de sua personalidade. “Ela não se contém, não tem censura. É muito divertido sair com ela porque você sempre sabe o que ela está pensando.”

2013 tem sido um ano movimentado para Michelle, com as estreias da animação “Turbo", em que faz parte do time de dubladores, dos longas “Velozes e Furiosos 6” e “Comédia InAPPropriada”, e neste segundo semestre, da sequência “Machete Mata”, de Robert Rodriguez, que estreia no Brasil em outubro.

E agora, depois de suas revelações sexuais, se tornou oficialmente objeto do desejo de homens e mulheres no mundo todo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.