Tamanho do texto

Wentworth Miller contou que sofreu na adolecência pela falta de informação sobre sua homossexualidade e pelo medo de não ser aceito

Num jantar beneficente da ONG Human Rights Campaign na semana passada, em Seattle, o ator Wentworth Miller revelou aos presentes tudo o que sofreu por conta da falta de informação sobre sua sexualidade quando era adolescente. O astro da série “Prison Break”, que saiu do armário recentemente , admitiu que tentou se matar aos 15 anos, por não conseguir lidar com a própria homossexualidade.

“A primeira vez que tentei me matar foi aos 15 anos. Esperei que minha família saísse de casa no fim de semana e, quando fiquei sozinho, engoli todo o conteúdo de um frasco de comprimidos. Não me lembro do que aconteceu nos dois dias seguintes, mas estou quase certo de que, já na manhã de segunda-feira, eu estava no ônibus da escola fingindo que tudo estava bem comigo. Não contei a ninguém”, disse Miller, em vídeo publicado pelo site TMZ.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

O medo de não ser aceito por ser gay também apareceu na vida Miller quando ele já era adulto, trabalhando em Hollywood.

“Quando pensava na possibilidade de me assumir tinha medo do impacto que a atitude podia causar numa carreira que eu tinha trabalhado duro para conquistar”, explicou o ator, que pensava em sair do armário no auge do sucesso de “Prison Break”.

“Tive muitas oportunidades de revelar que sou gay, mas preferi me esconder. Meus amigos e minha família já sabiam, mas o público não”, prosseguiu Miller.

Miller se assumiu gay publicamente no mês passado, ao enviar a uma carta para o Festival de São Petersburgo, na Rússia, recusando o convite para participar do evento por não concordar com a maneira que a comunidade LGBT é tratada pelo governo russo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.