Tamanho do texto

Para Carrasco, o personagem Félix se tornou vilão por ter crescido como uma árvore torta

Walcyr Carrasco é o convidado do
Divulgação/Rede Globo
Walcyr Carrasco é o convidado do "Altas Horas" deste sábado

Criador do vilão Félix (Mateus Solano) de "Amor à Vida", um dos mais emblemáticos personagens gays dos últimos anos, o autor  Walcyr Carrasco  é um dos convidados da edição do próximo sábado (17) do "Altas Horas", exibido pela TV Globo, assim como a trama.

Na conversa com o apresentador Serginho Groisman , o novelista falou sobre o pensamento hipócrita que paira sobre muitas famílias de homossexuais. 

"Não quis discutir só a homofobia, mas a hipocrisia que rege as famílias”, comentou o autor sobre a abordagem da homossexualidade na trama das 21h. 

Carrasco explicou que cada família tem seus traumas e que ficou feliz e surpreso com a recepção do público à relação do personagem de Solano com César ( Antônio Fagundes ). "No caso do Félix e do pai, tive uma repercussão inesperada e maravilhosa”, comentou 

O autor falou ainda sobre a maldade do antagonista. “O Félix tem uma característica de vilão porque cresceu como uma árvore torta. Carrasco vê um lado positivo no relação dos personagens. “A história trouxe um retorno bom no sentido de libertação do ser humano” concluiu.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK 

Em "Amor à Vida", Felix foi tirado por armário pela esposa Edith (Bárbara Paz), que descobriu um caso do personagem de Solano com outro homem.  A revelação causou a ira do pai César, que quer a todo custo imperdir que o filho se assuma publicamente. 


Confira na galeria os ataques de César ao filho :


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.