Tamanho do texto

Em entrevista à rádio, cantora americana confrontou o líder da oposição australiana dizendo que não votaria nele por ele ser contra a união entre pessoas do mesmo sexo

A cantora americana Katy Perry   confrontou  o líder da oposição da Austrália, Tony Abbott,   na manhã desta quinta-feira (15), durante uma entrevista por telefone à rádio australiana 2DayFM. Ao vivo, ela questionou o político e disse que não votaria nele por ele ser contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. 

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

Pai de três filhas fãs da cantora, que têm entre 20 e 24 anos, Abbott telefonou para a rádio perguntando quando ela retornaria à Sidney. Foi a deixa para Katy confrontá-lo.

"Vamos lá, essa não é uma questão política. Vamos falar sobre o casamento gay", provocou Katy, segundo informações do Pink News.

"Eu te amo como um ser humano, mas não posso te dar o meu voto... Eu simplesmente não acredito em sua política, que é a mesma de muitos outros ”, prosseguiu a cantora.

A cantora Katy Perry em sua última visita à Austrália em junho de 2012
Getty Images
A cantora Katy Perry em sua última visita à Austrália em junho de 2012

Apesar de ter uma irmã declaradamente gay, o líder da oposição é contra casamento igualitário, se opondo ao seu seu rival nas urnas, o primeiro-ministro Kevin Rudd , que prometeu apresentar um projeto de lei legalizando as uniões entre pessoas do mesmo sexo, caso seja reeleito para governar a Austrália.

"Eu respeitosamente discordo com inúmeras pessoas, incluindo a minha própria irmã. Mas não há dúvida que vamos continuar com nossas opiniões”, respondeu Abbot, quando questionado sobre a opinião de Katy.  

Em entrevista recente a mesma rádio, Abbot disse que considerava o casamento gay “uma mudança radical baseada em uma moda momentânea”.

O primeiro-ministro Kevin Rudd condenou Abbott, dizendo: "Minha política é muito simples, é para que na Austrália moderna não exista sexismo, nem racismo, nem homofobia".  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.