Tamanho do texto

Presidente dos Estados Unidos criticou Rússia por criar leis restritivas aos gays, lésbicas e transgêneros

Dando mais uma prova que seu segundo mandato será marcado pela defesa dos direitos LGBT, o presidente americano Barack Obama criticou as nações que perseguem a comunidade gay na noite da última terça-feira (07), durante uma entrevista ao programa "The Tonight Show”, da rede NBC. Obama fez o comentário ao falar da Rússia, que tem aprovado legislações anti-homossexuais.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK 

Barack Obama falou da comunidade LGBT no talk show de Jay Leno, da NBC
Getty Images
Barack Obama falou da comunidade LGBT no talk show de Jay Leno, da NBC


"Sem tolerância para os países que tentam intimidar gays, lésbicas e transgêneros , de uma maneira prejudicial a eles”, disse Obama ao apresentador do programa, Jay Leno .

Sede da edição de inverno dos Jogos Olímpicos, no próximo ano, a Rússia tem sido pressionada a revogar leis restritivas à comunidade LGBT, como a que proíbe a realização de paradas gays.

"Eu acho que eles entendem que a maioria dos países participantes dos Jogos Olímpicos não toleraria que gays e lésbicas fossem tratados de forma discriminatória", observou Obama sobre a possível revogação.

O presidente dos Estados Unidos ainda falou da necessidade de tratar todos com igualdade. "Uma coisa que é importante para mim é ter certeza que as pessoas serão tratadas de forma respeitosa e com justiça. É isso o que defendemos, eu acredito que esse preceito não é exclusivo para a América. É algo que deve ser aplicado em todos os lugares. ".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.