Tamanho do texto

The New Yorker colocou em sua capa personagens Bert e Ernie abraçados acompanhando Suprema Corte dos EUA derrubando proibição do casamento gay

The New Yorker com personagens Bert e Ernie, de
Reprodução
The New Yorker com personagens Bert e Ernie, de "Vila Sésamo"

De uma maneira delicada e criativa, a prestigiada revista americana The New Yorker fez uma bela homenagem à decisão que a Suprema Corte dos Estados Unidos tomou nesta semana , declarando inconstitucional uma lei que definia o casamento com um ato entre um homem e uma mulher.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK

Por conta deste fato, a revista, reconhecida internacionalmente pela excelência de seus cartuns, colocou em sua capa dois personagens do programa infantil “Vila Sésamo” assistindo abraçados no sofá à sessão histórica da Suprema Corte.

Bert e Ernie, os dois personagens de “Vila Sésamo”, nunca foram definidos como gays pela produtora do programa, mas rumores sobre a possibilidade de eles serem um casal sempre existiram, especialmente pelo fato deles não serem parentes e dividirem um quarto.

"É incrível poder testemunhar como os atos sobre os direitos dos homossexuais têm evoluído neste momento em que vivemos", observou Jack Hunter , autor de “Momento de Alegria”, a ilustração que estampa a New Yorker, no blog da revista. "Isso é ótimo para as nossas crianças, um momento que todos nós podemos comemorar", completou.

Outras capas da New Yorker com temática gay
Reprodução
Outras capas da New Yorker com temática gay


Não é a primeira vez que a revista ilustra suas capas com ilustrações de temática gay. A capa da segunda semana de maio, em homenagem ao Dia Das Mães, colocou um casal de mulheres lendo um cartão de presente dos filhos.

Outra capa marcante foi a da edição de junho de 1996, com dois marinheiros se beijando em plena Times Square, em Nova York, reencenando a cena icônica registrada pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt para a revista Life, que mostrava um casal hétero aos beijos depois do fim da 2ª Guerra Mundial.

Leia mais no iGay: 
Ellen Oléria: “Só posso falar a partir desse meu lugar: negra, gorda e lésbica”
Marcelo Tas estrela campanha em apoio ao casamento civil igualitário



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.