Tamanho do texto

Em entrevista à Marília Gabriela, cantor revelou que o sexo era tão habitual na sua vida quanto o ato de lavar as mãos

Habitualmente discreto sobre a sua vida pessoal, o cantor Ney Matogrosso falou abertamente sobre o assunto numa entrevista à jornalista Marília Gabriela , que será exibida nesta quarta-feira (26) pelo SBT, na estreia do programa “Gabi Quase Proibida”, a meia noite.

O cantor abordou inclusive do seu relacionamento com o astro Cazuza (1958-1990). “Durou três meses. Foi só isso, mas foi uma fogueira de 3 metros de altura. Foi a primeira vez que eu vislumbrei ter uma história com alguém”, revelou Ney.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK 

Sobre o sexo, tema central do programa de Gabi, Ney falou com desenvoltura. “Com 11 anos, eu descobri a masturbação e era uma loucura”, lembrou o cantor sobre sua iniciação sexual.

Ney Matogrosso e Marília Gabriela no programa
Divulgação/SBT
Ney Matogrosso e Marília Gabriela no programa "Gabi Quase Proibida"

Atualmente, Ney se diz mais romântico nos relacionamentos. “Hoje em dia, o que me dá tesão é carinho. Antigamente, sexo para mim era como lavar as mãos”, contou o cantor, que considera o sexo ‘a mola propulsora da humanidade’.

Aos 71 anos, o ícone da MPB confessou uma inabilidade na hora de conquistar alguém. “Não sou de cantar ninguém e não gosto que me cantem. Acho meio estranho”, explicou.

Ney disse ainda que a feminilidade do seu trabalho sempre foi proposta artística e não pessoal. “O que eu pretendia mostrar era a sexualidade masculina. Eu nunca quis ser mulher”, concluiu.

Leia mais no iGay: 
De Matt Bomer a Ricky Martin - os famosos assumidos mais gatos
Veja as celebridades que assumiram sua homossexualidade



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.