Tamanho do texto

Paulo Gustavo está brilhando no cinema vivendo Dona Hermínia no filme "Minha Mãe É Uma Peça". Veja outros casos de atores que interpretaram papéis femininos

Na última sexta-feira (21), estreou em circuito nacional o filme "Minha Mãe É Uma Peça". A comédia traz o humorista Paulo Gustavo travestido de mulher, vivendo a amalucada Hermínia, uma dona de casa que trata os filhos adolescentes como crianças, vigiando cada passo deles.

Curta a Fanpage do iGay no Facebook 

Baseada em uma peça homônima, a comédia tem boa parte de sua graça no fato de a sua personagem principal ser vivida por um ator e não por uma atriz. Aliás, o filme não se preocupa em transformar Paulo numa versão perfeita de uma mulher.

A personagem de Paulo é só última de uma série de produções para TV, cinema e teatro que coloca homens para interpretar figuras femininas. Um das mais famosas situações deste tipo acontece na produção "Quanto Mais Quente Melhor", premiada com o Oscar de Melhor Filme, em 1959. A comédia tem a dupla Tony Curtis e Jack Lemmon vivendo músicos travestidos de mulher para fugir de gangsteres, ao lado da inesquecível Marylin Monroe .

Outras versões célebres para o cinema de atores no papel de mulheres acontecem nos filmes "Uma Babá Quase Perfeita" (1993), "Vovó... Zona" (2000) e "As Branquelas" (2004), entre outras produções.

Filme
Divulgação
Filme "Minha Mãe é Uma Peça", traz Paulo Gustavo como Dona Hermínia

Na TV brasileira, um dos exemplos mais famosos é uma interpretação brilhante do ator Ney Latarroca na novela "Um Sonho a Mais" (1985). Entre outros papéis, ele vivia a divertida secretária Anabela Freire na trama de Daniel Más , Lauro César Muniz e Mario Prata .

Desta vez no teatro, o mesmo Ney brilhou novamente em diversos papéis femininos na montagem de 1986 da peça “O Mistério Irma Vap”. Contando também com Marco Nanini também travestido de mulher, a produção fez tanto sucesso que acabou ficando 11 anos em cartaz.

Numa montagem recente, o galã Edson Celulari mostrou ousadia ao viver a personagem Edna Turnblad na peça musical "Hairspray", encenada em 2010. Na versão para o cinema do mesmo texto, o papel coube ao astro John Travolta , em 2007.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.