Tamanho do texto

Pesquisador da Universidade Melbourne diz que homossexuais costumam ser mais atentos aos problemas escolares de suas crianças

Filhos de pais ou mães gays têm autoestima elevada
Thinkstock Photos
Filhos de pais ou mães gays têm autoestima elevada

Crianças criadas por casais gays são mais saudáveis ​​e convivem melhor com as suas famílias do que os filhos dos lares heterossexuais, segundo os pesquisadores da Universidade Melbourne.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK

Eles chegaram a esta constatação após fazer um estudo com 500 crianças com idades entre 1 e 17 anos.

O estudo, que levou em consideração crianças de todas as classes sociais, mostrou que os filhos dos casais gays ficam menos doentes e também têm uma autoestima mais elevada.Os pesquisadores ainda não sabem explicar o porquê dessa diferença entre famílias gays e héteros, mas oferecem uma hipótese sobre a questão.  .

"Eles (casais gays) geralmente desejam conversar e se aproximar mais dos problemas que as crianças têm na escola, como o bullying. E essa disposição tende a tornar seus filhos mais resilientes. Essa seria nossa hipótese", observou o Dr Simon Crouch, em entrevista ao jornal The Sydney Morning Herald. 

O estudo joga por terra um velho argumento dos grupos conservadores, segundo qual os filhos de pais gays enfrentariam problemas por viverem num lar sem referência convencional de pai e mãe. 

Aqui mesmo no  iGay , já mostramos casos de famílias gays com crianças felizes e saudáveis, como foi o caso dos irmãos  Jonathan e Valentina , filhos do casal  André e Angelo Nunes, e da menina  Laura Ribeiro de Souza Fiorio , que só traz alegria para as mães Camila Ribeiro de Souza e Vivian Fiorio.

Veja fotos dessas duas famílias na galeria abaixo e a história delas nos links: 

Dois pais para dois irmãos: conheça a história da família Nunes
Nosso primeiro Dia das Mães - a história de Camila e Vivian e a pequena Laurta 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.