Tamanho do texto

Segundo o professor da Olympic Primary Center, de Los Angeles, ele queria que além de cantar "True Colors", os alunos entendessem o significado da música

Com as cores do arco-íris e espelhos, crianças reforçam que todo mundo é bom, perfeito e digno de amor
Reprodução
Com as cores do arco-íris e espelhos, crianças reforçam que todo mundo é bom, perfeito e digno de amor

Crianças que crescerem sem preconceito serão certamente adultos sem preconceito. Um professor do jardim da infância em Los Angeles, Arturo Avina , está colaborando para garantir que seus alunos façam parte desse grupo evoluído de pessoas.

No fim do ano letivo, que nos Estados Unidos acaba em junho para as férias de verão, as crianças do Olympic Primary Center fizeram uma apresentação que homenageou a comunidade LGBT. Vestindo as cores do arco-íris e cantando "True Colors" (cores verdadeiras), de Cindy Lauper , eles carregaram espelhos com as frases: "Você é bom", "Você é perfeito", e um cartaz que dizia: "Todo mundo tem direito ao amor".

Avina explicou o significado da homenagem em um post no Facebook:

"Crianças e arco-íris... sim, nós fizemos isso. Vimos as crianças dançarem e cantarem o clássico "True Colors", de Cindy Lauper. A mensagem: se ame, e sempre demonstre amor, gentileza e respeito aos outros, seja quem forem. Sem se importar com a raça, o sexo, a orientação sexual, a religião. TODO MUNDO tem direiro ao amor." 

No seu blog Good.is, ele explicou ainda que não queria que seus alunos simplesmente cantassem uma música, queria que entendessem o significado dela. 

"Falar de diversidade não é novidade na minha sala de aula, e se a música realmente atingiu os meus alunos e os ajudou a absorver a importância do amor universal e do respeito, isso vai automaticamente se traduzir em aceitação", disse ele. "Se eles forem ensinados a amar incondicionalmente, eles vão entender que não há um grupo que seja a exceção da regra."


ASSISTA AO VIDEO E VEJA AS CRIANÇAS "INCLUSIVAS":


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.